Esportes

Kaio Márcio comemora 14ª colocação e descarta aposentadoria na natação

Fora das finais, paraibano elogia torcida e faz planos para o futuro.



Satiro Sodré/SSPress
Satiro Sodré/SSPress
Atleta avalia positivamente a participação na Olimpíada, mesmo não tendo conseguido chegar à final

Kaio Marcio viveu sentimentos antagônicos no Parque Olímpico da Natação. Se por um lado não conseguiu passar à final nos 200 metros borboleta, repetindo o feito que conseguira em Pequim-2008, pelo menos saiu com a sensação de ter feito o melhor. Após passar mais de um ano sem competir e ter anunciado até aposentadoria, o paraibano voltou a nadar em alto nível e comemorou o 14º lugar em sua quarta Olimpíada.

"Eu estava até afastado da natação, voltei a treinar mais forte só no ano passado. Sensação de dever cumprido", falou Kaio, ao fim da bateria semifinal.

O nadador de 31 anos agora não fala mais em parar de competir. Pelo contrário, quer melhorar o tempo e, quem sabe, disputar a Olimpíada de Tóquio, em 2020. O 1min57sxx, tempo obtido na semifinal, está longe de ser o melhor da carreira de Kaio, o que dá esperança por um novo ciclo olímpico.

Leia a matéria completa em GloboEsporte.com/pb