Esportes

Exercícios coletivos estimulam a prática de atividades físicas

Especialista revela que um dos benefícios dessa forma de se exercitar é o fator motivacional.



A busca por uma vida saudável nem sempre se restringe ao levantamento de peso e aos esforços da musculação. Uma alternativa para que as atividades físicas se tornem mais atrativas aos praticantes são as aulas coletivas, reunindo um número cada vez maior de pessoas nas salas das academias que buscam uma atividade mais dinâmica e interativa. É o caso da analista administrativo, Danielle Rodrigues, 28 anos, que optou por se exercitar nas aulas coletivas para ajudar no condicionamento físico e, ao mesmo tempo, encontrar uma motivação para ter mais qualidade de vida.

“A atividade de musculação em academia é muito solitária, você tem que ter muita força de vontade para cumprir aquela série de exercícios. Já a atividade coletiva, pelo contrário, já tem toda motivação do grupo e dos professores também. Eu gosto das atividades que envolvem artes maciais, ritmos, e também jump porque é uma atividade que você gasta muitas energias”, comentou Danielle.

Segundo o especialista em nutrição esportiva, Ramon Andrade, as atividades realizadas em grupos apresentam um grande diferencial com relação aos exercícios de musculação. Um dos benefícios dessa forma de se exercitar é o fator motivacional, através do incentivo entre o alunos e da coordenação do professor. “As aulas são acompanhadas de músicas e os movimentos são ritmados. O aluno pode encontrar uma diversidade de atividades para emagrecimento e condicionamento físico, diferente da musculação que conta basicamente com esteira e bicicleta”, pontuou.

Para além da motivação, as atividades coletivas fazem com que os participantes conheçam novas pessoas e aumentem sua rede de relacionamentos. “As pessoas já estão presas em casa, nos celulares, na internet então elas não querem vir para um ambiente e ficar presas numa máquina. Quando elas chegam na ginástica coletiva conhecem novas pessoas, o que a gente chama de movimento tribal, onde todos passam a fazer parte de tribos”, explicou, Ramon.

Foi exatamente isso que aconteceu com Danielle, num curto espaço de tempo, ela conseguiu se inserir em vários grupos de amigos para compartilhar ideias e experiências alcançadas nos exercícios. “É muito comum a gente ver grupos de amigos também que não se restringe às atividades. Conheço muitas pessoas que aumentou o leque de amigos através dessas atividades coletivas”, frisou.

Contudo, é necessário ter uma moderação na hora de adotar uma rotina de exercícios que exigem certo esforço físico e movimentos repetitivos. Por isso, o especialista orienta que é sempre indicado aliar as atividades aeróbicas aos exercícios de musculação. “Comumente, o grande objetivo das pessoas é o emagrecimento, se elas investem só em aulas aeróbicas o organismo pode não responder a esse objetivo e acaba retendo a gordura, por isso indicamos também a musculação”, orientou, Ramon Andrade.

Mexe Campina

Em Campina Grande, existe um projeto de incentivo a atividade física coletiva em locais públicos. O programa “Mexe Campina” faz parte da Secretaria de Esporte Juventude e Lazer do município e já realiza atividades há 18 anos. As atividades consistem em aulas de ginástica em locais públicos, como praças e as academias populares. Além disso, o projeto conta com grupos de caminhadas, como é o caso da caminhada da lua, que acontece uma vez por mês durante a noite e a caminhada ecológica, três vezes ao mês, sempre aos domingos.

O projeto também conta com serviços de saúde como aferição de pressão e o acompanhamento de participantes com doenças crônicas. De acordo com o coordenador do programa Bruno Mendes, são feitas avaliações físicas semestralmente para identificar pessoas que tenham alguma doença como diabetes ou hipertensão e a partir dai inicia-se uma ação de acompanhamento.

Para participar das atividades e receber acompanhamento basta procurar um dos polos do projeto localizados em Campina Grande, São José da Mata e Galante, de segunda a sexta-feira das 6h às 7h30 e das 16h às 20h. Mais informações, basta entrar em contato através do telefone (83) 3341-5182.

Confira as aulas coletivas mais indicadas pelo especialista Ramon Andrade

Spinning e RPM: São as aulas de bikes onde as pessoas simulam passar por terrenos, subidas, montanhas em uma bicicleta estacionada. As atividades são acompanhadas de músicas eletrizantes.

Bodypump: Baseadas em movimentos da musculação através de exercícios básicos com muitas repetições que têm um gasto calórico alto e proporcionam uma boa definição muscular. Ajuda na redução das medidas, como a circunferência abdominal e definição de pernas, bumbum e braços.

Zumba: são aulas com músicas latinas em ritmos divertidos e acelerado, com movimentos simples onde todas as pessoas dançam e gastam calorias.

Bodyattack: É uma aula aeróbica com movimentos inspirados em esportes como basquete, vôlei e futebol, mixados aos exercícios funcionais. São movimentos fáceis e é uma das aulas campeãs em gastos calóricos, chegando a eliminar 600 a 800 calorias em 50 minutos de aula.

Bodycombat: Consiste em um treino bastante intenso, que envolve movimentos das artes maciais, caratê, taekwondo, muay thai, boxe.

O professor indica também as chamadas aulas posturais, como as de alongamento, bodybalance e pilates solo. Conforme o especialista, esses exercícios auxiliam na postura e na flexibilidade das pessoas garantindo alinhamento postural e articular para o bem-estar do corpo.