Esportes

Jornalista paraibano lança livro em que aborda as emoções do futebol

A partir das emoções vividas pelo torcedor, Phelipe Caldas reuniu 71 crônicas.



Divulgação
Divulgação
Lançamento do livro acontece nesta terça (12) na Usina Cultural Energisa, a partir das 19h

O jornalista paraibano Phelipe Caldas lança o segundo livro de sua carreira na noite desta terça-feira (12). 'Além do Futebol: paixões, dores e memórias sobre um jogo de bola', seu primeiro livro de crônicas, reúne 71 textos que falam de futebol e de tudo o mais que cerca o esporte mais popular do Brasil, a partir da ótica e das emoções vividas pelo torcedor. O livro tem 173 páginas, vai custar R$ 40 e o lançamento acontece na Usina Cultural Energisa, em João Pessoa, a partir das 19h.

Segundo Caldas, são todas histórias leves, com um tom mais poético. Que falam sobre futebol. Mas que como o título sugere vão além do futebol. Falam sobre paixões e amores. Tragédias e dores. Sempre tendo o futebol como fio condutor para as narrativas.

Phelipe é formado pela Universidade Federal da Paraíba e tem mais de dez anos de atuação na imprensa paraibana. Publicou em 2007 o livro-reportagem 'Academias de Bambu: boemia e intelectualidade nas mesas de bar' e agora faz sua estreia como cronista.

“Não tem como negar que se trata de um livro sobre futebol. Dedicado a quem gosta do esporte, mas também a todos aqueles que gostam de boas histórias. O livro fala das emoções geradas pelo futebol, das paixões e tristezas provocadas pelo esporte. Usa o futebol para falar de sentimentos”, explicou o autor.

Dentre as crônicas, o jornalista explica que tem de tudo. Ficção, memória, resgate histórico e homenagens a objetos inanimados do futebol. No livro o autor viaja no tempo para comentar de dentro do Maracanã a final da Copa de 1950. Fala dos jogos mais incríveis da história do futebol. De encontros impossíveis entre boleiros de épocas diferentes. De “causos” pitorescos e acontecimentos marcantes. Além disto, a bola, a trave, o “chapéu” e o gol ganham vida. Os elementos dialogam com o leitor, falam de emoção, do jogo de bola a partir de seus olhares particulares.

A origem nordestina - e paraibana - do autor também é sentida no livro, ainda que a obra não se resuma exclusivamente à região. Por exemplo, existem ao menos duas crônicas em que a Copa do Nordeste é o assunto principal, e em outras clubes locais como Botafogo-PB, Campinense, Ceará e Bahia viram protagonistas. Mas há espaço também para textos sobre o Fluminense e sobre a rivalidade entre Flamengo e Vasco. E até o espetacular Leicester de 2016 é contemplado.

"É um livro plural. Que conta histórias de futebol que vão além do futebol. Todo brasileiro, independente de gostar ou não de futebol, tem alguma história que lhe ligue ao jogo. Um craque que já viu jogar em sua rua, uma pelada que jogou, uma partida que assistiu. O livro é para todos estes", pontuou Phelipe.

O livro tem prefácio de Hildeberto Barbosa Filho e orelha de Sérgio de Castro Pinto, ambos escritores consagrados dentro e fora da Paraíba, professores da Universidade Federal da Paraíba e imortais da Academia Paraibana de Letras.

Phelipe Caldas conversou com a gente sobre o novo projeto, confira: