Esportes

Após reunião na CBF, Dunga e Gilmar são demitidos do comando da Seleção

Gilmar Rinaldi também deixa o cargo de coordenador de seleções. Tite é a opção número 1 e deve ser anunciado ainda nesta terça-feira.



Divulgação/Lucas Figueiredo/MoWA Press
Divulgação/Lucas Figueiredo/MoWA Press
Gota d'água para a saída de Dunga foi a derrota para o Peru e a consequente eliminação da Copa América Centenário

Dunga não é mais o técnico da seleção brasileira. O treinador foi demitido nesta terça-feira depois de uma reunião na sede da CBF com Marco Polo del Nero. Gilmar Rinaldi, coordenador de seleções, também esteve presente e igualmente deixou seu cargo. O anúncio foi feito através do site oficial da entidade. A gota d'água para a saída foi a derrota para o Peru e a consequente eliminação da Copa América Centenário ainda na primeira fase da competição. Tite é a opção número 1 e deve ser anunciado como substituto nas próximas horas.

O resultado deu sequência aos maus resultados obtidos pelo ex-capitão da Seleção desde que assumiu após a Copa de 2014:  queda nas quartas de final da Copa América de 2015 e atual sexto colocado nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo na Rússia, em 2018. No último torneio, o grupo canarinho conseguiu fazer gol apenas no Haiti (vitória de 7 a 1 no segundo jogo). A Seleção não era eliminada na primeira fase da Copa América desde 1987.

Leia a matéria completa em GloboEsporte.com