Esportes

Campinense põe favoritismo no Nordestão à prova contra o Salgueiro

Primeiro jogo das quartas de final acontece nesta quinta-feira, às 21h30, no Estádio Cornélio de Barros, no Sertão pernambucano



Leonardo Silva
Leonardo Silva
Roger Gaúcho, Rodrigão e Filipe Ramon devem estar em campo

Invicto na temporada, com o artilheiro do Brasil e respeitado pelos adversários. Esse é o Campinense, que entra nas quartas de final da Copa do Nordeste com banca de favorito no duelo contra o Salgueiro. O primeiro jogo do mata-mata acontece nesta quinta-feira, às 21h30, no Estádio Cornélio de Barros, no Sertão pernambucano. Já a definição do classificado será no domingo, no Amigão, em Campina Grande.

A superioridade da Raposa é fácil de ser medida. Afinal, os dois times fizeram parte do Grupo A do Nordestão. O time paraibano passou com 16 pontos (5 vitórias e um empate), enquanto o Carcará fez 10 (três vitórias, um empate e duas derrotas). Nas duas vezes que se enfrentaram, o Rubro-Negro venceu.

Apesar de tantos números favoráveis, o adversário está longe de ser considerado presa fácil pelo técnico Francisco Diá. Ele está convicto que o Salgueiro era a "pior opção" possível para adversário no mata-mata, em detrimento a Santa Cruz, Fortaleza e CRB, as outras opções possíveis no sorteio na CBF.

"Eu analisei todos os times que poderiam aparecer na nossa frente nessa próxima fase e, de todos eles, posso garantir que o mais complicado é o Salgueiro. Eu venho analisando os jogos deles, vejo que o time é muito bem postado, e por isso vem fazendo uma bela campanha no Campeonato Pernambucano", elogiou Diá.

Mesmo já liberados pelo departamento médico, o lateral-direito Paulinho e o atacante Raul não foram relacionados para a partida contra o Salgueiro e ficaram em Campina Grande aprimorando a parte física. A novidade deve ser Filipe Ramon no meio-campo, entrando no lugar de Jussimar.

No último treino em Campina Grande, Diá testou ainda Negretti na lateral direita no lugar de Everaldo, o que revela uma certa preocupação com os laterais do Salgueiro, que costumam apoiar muito o ataque, especialmente jogando no Cornélio de Barros.

No Salgueiro, a expectativa é que o desfecho do jogo de hoje seja diferente daqueles da primeira fase. Líder do hexagonal final do Campeonato Pernambucano, o Carcará só perdeu três vezes no ano, sendo duas delas para o Campinense pelo Nordestão.

"É uma situação diferente da que nós tivemos nos outros dois jogos contra o Campinense. A primeira fase é de classificação, onde tinham outros jogos para recuperar, como nós fizemos. Agora, não. São dois jogos, que em 180 minutos você define uma classificação para a semifinal, que é importantíssima para o Salgueiro", afirmou o técnico Sérgio China.

Em relação ao time que venceu o Sport, no último domingo, a novidade será a volta do goleiro Mondragón, que não jogou na Ilha do Retiro por cumprir suspensão.