Esportes

Seleção busca vitória sobre o Paraguai para aliviar a pressão nas Eliminatórias

Após empatar com o Uruguai, a Seleção Brasileira precisa da vitória sobre os paraguaios para não se complicar.



Rafael Ribeiro/CBF
Rafael Ribeiro/CBF

Pressionado pelo empate contra o Uruguai, Brasil encara o Paraguai para não se complicar nas Eliminatórias.


Após empatar por 2 a 2 com o Uruguai e virar alvo de críticas, a Seleção Brasileira busca a tranquilidade nesta terça-feira, quando visita o Paraguai no Estádio Defensores del Chaco, em Assunção, às 21h45, pela sexta rodada das Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018, que será disputada na Rússia. Os canarinhos somam oito pontos, em terceiro lugar, mas, em caso de derrota, podem, inclusive, deixar a zona de classificação, o que representaria entrar em crise.
Além da pressão de ganhar, o Brasil terá pela frente um animado Paraguai, que tem os mesmos oito pontos dos canarinhos, só que na quarta posição. Além disso, os paraguaios, que empataram por 2 a 2 com o Equador na semana passada, eliminaram os brasileiros nas quartas de final da última Copa América, nos pênaltis.

O técnico Dunga, que prefere não se ater ao passado, elogiou o adversário desta terça-feira, prevendo dificuldades.

"Não vamos ter vida fácil pela qualidade do Paraguai, que vem fazendo uma boa participação nas Eliminatórias. Mas se conseguirmos impor o ritmo que mostramos no primeiro tempo do empate com o Uruguai, temos boas condições de atingirmos o nosso objetivo", analisou o treinador.

Na visão dos brasileiros, uma vitória é importante para recuperar os pontos perdidos em casa.
"Infelizmente a nossa equipe não esperava perder os pontos que deixamos escapar contra o Uruguai e vamos precisar agora buscar esses pontos como visitante. O jogo diante do Paraguai acaba sendo a primeira oportunidade", disse o lateral-direito Daniel Alves.

Para esse jogo, David Luiz e Neymar, advertidos com o cartão amarelo no empate contra o Uruguai, estão fora por suspensão. A tendência é que Dunga escale como titulares o zagueiro Gil, ex-jogador do Corinthians, e o atacante Ricardo Oliveira.

"A escolha é pela forma que os atletas estão treinando e pela maneira que eles jogaram as últimas partidas da Seleção Brasileira, dentro das características que a gente precisa usar dentro de campo", disse Dunga após o treino de ontem, no qual não deu pistas à imprensa. Além de Ricardo Oliveira, favorito na briga pela vaga, o técnico conta com Hulk e Jonas.

Pelo lado do Paraguai, o técnico Ramón Díaz pede atitude a seus comandados. O Paraguai entrará em campo bem modificado em relação ao time que empatou com o Equador. O lateral-direito Bruno Valdez, com uma contratura muscular na coxa direita, foi vetado, perdendo seu posto para Pablo Aguilar, que vai jogar na zaga, enquanto que Gustavo Gómez será deslocado para a lateral direita. O meia Celso Ortiz, outro vetado por conta de lesão, só que na perna esquerda, dá lugar a Oscar Romero. O volante Juan Iturbe e o atacante Roque Santa Cruz entram no time nas vagas de Derlis González e Jorge Benítez, respectivamente, ambos barrados.

Pelo regulamento, os quatro primeiros colocados se garantem na Copa do Mundo da Rússia, enquanto que a seleção que ficar na quinta posição vai disputar a repescagem contra um representante asiático.


Rápidas

ARGENTINA PEGA A BOLÍVIA E TEM TUDO PARA MANTER EMBALO

Após duas vitórias consecutivas fora de casa, 1 a 0 sobre Colômbia e 2 a 1 sobre o Chile, a Argentina tenta manter o embalo nesta terça-feira, quando recebe a Bolívia às 20h30, no Estádio Mario Kempes, em Córdoba. Os argentinos estão em quinto lugar, com oito pontos, e pretendem ingressar de vez na zona de classificação. A tarefa não se desenha das mais complicadas, uma vez que os bolivianos, que perderam por 3 a 2 para a Colômbia na jornada passada, estão em penúltimo lugar com três pontos.

COLÔMBIA ABRE A RODADA CONTRA O LÍDER EM BARRANQUILLA

Em um jogo que promete fortes emoções, a Colômbia recebe o Equador nesta terça-feira, às 17h30, no Estádio Roberto Meléndez, em Barranqüilla. Os colombianos estão embalados pelo triunfo de 3 a 2 sobre a Bolívia, fora de casa, e aparecem na sétima posição com sete pontos. Um triunfo deve representar a entrada na zona de classificação. Os equatorianos, por sua vez, vêm de empate por 2 a 2 com o Paraguai e, invictos, defendem a liderança com 13 pontos.

OUTROS JOGOS
A sexta rodada das Eliminatórias sul-americanas programa ainda outros dois jogos para hoje: Uruguai x Peru (20h), em Montevidéu; e Venezuela x Chile, em La Carolina (20h30).