Esportes

CBF 'incha' Série D e Paraíba ganha mais uma vaga

Após pressão das federações, quarta divisão do Brasileiro passará a ter 68 clubes. Destes, 21 já são conhecidos.



As federações reclamaram e foram atendidas. A CBF ampliará ainda mais a Série D. A Quarta Divisão do futebol brasileiro, que no ano passado contou com 40 clubes, em 2016 terá 68 equipes. Há uma semana, a entidade nacional havia anunciado que o torneio teria 48 times.

A mudança beneficiou os estados de São Paulo, Rio, Minas, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Pernambuco, Goiás, Bahia, Ceará, Rio Grande do Norte, Alagoas e Pará, que ganharam vagas. No entanto, as federações dos demais estados pediram e também terão mais clubes.  

Depois de encabeçar o movimento por ampliação das vagas, a Paraíba ganhou mais um representante. A nova distribuição será a seguinte: São Paulo terá quatro times; Rio, Minas, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Pernambuco, Goiás e Bahia contarão com três; os demais estados terão dois representantes cada. Os quatro times rebaixados da Série C, Águia de Marabá, Madureira, Caxias e Icasa, completam a relação dos 68 clubes.

Com a ampliação, o campeonato passará a ter 17 grupos com quatro representantes cada. A divisão das chaves será por equipes da mesma região. Os integrantes de cada grupo se enfrentam em jogos de ida e volta. Os 17 primeiros colocados e os 15 melhores segundos avançam para o mata-mata.  

A tendência é que na segunda fase e nas oitavas de final, o cruzamento também seja regionalizado. Nos últimos dois anos, a CBF adotou o mesmo critério da Conmebol na Libertadores, com a definição dos confrontos de acordo com as campanhas, no qual o clube de melhor campanha na primeira fase encara o de pior campanha, e assim por diante. Isso não irá se repetir. A CBF ainda divulgará o regulamento específico da competição, que tem início previsto para o dia 29 de maio.

FPF confirma que vaga ficará com o vice-campeão estadual

A confirmação de mais uma vaga na Série D para a Paraíba gerou uma dúvida quanto a um dos critérios de classificação à competição. Isto porque caso o Botafogo-PB seja um dos semifinalistas, o terceiro colocado fica com a segunda vaga para a competição nacional.

Consultado pela reportagem, o presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, afirmou que, de acordo com o ofício recebido da CBF, os critérios utilizados pela federação para indicar os representantes da Paraíba na Série D devem seguir a classificação via competição estadual.

Desta forma, o presidente da FPF desconsidera a escolha do representante paraibano por meio de classificação no ranking de clubes da CBF.

"No ofício que recebemos da CBF fica bem claro que os critérios adotados serão os mesmos de sempre. Os times serão classificados pelo campeonato estadual, ou seja, para o campeão e o vice, excluindo-se os clubes que já estão nas séries A, B e C", explicou.

Ainda de acordo com o presidente da entidade máxima do futebol paraibano, em caso de o Botafogo ser finalista do Paraibano, a segunda vaga será destinada ao terceiro colocado, que será o time de melhor campanha dentre os semifinalistas eliminados.