Esportes

Médico pede que Schülle não viaje para a estreia do Botafogo na Copa do Brasil

Treinador do Botafogo passou mal no domingo, durante jogo, contra o Sousa. Belo volta a campo amanhã no interior de SP.



Lucas Barros
Lucas Barros

Após passar mal no intervalo do jogo com o Sousa, neste domingo, o técnico Itamar Schülle não viajou junto com o elenco do Botafogo-PB para a cidade de Lins, em São Paulo, onde o time pessoense entra em campo na próxima quarta-feira contra o Linense, pela Copa do Brasil. Isto porque o médico do clube, Fábio Farias, mandou que o treinador passasse por novos exames. No fim da tarde, o médico voltou a se posicionar e recomendou ao técnico que ele repouse em João Pessoa e não se desloque para o interior paulista.

Para a reportagem, o médico, que está em Bauru com a equipe paraibana, disse que o problema de saúde com o treinador não é tão recente, o que o obriga a tomar mais cuidado. De acordo com Fábio, o treinador toma remédios para hipertensão e em Teresina, quando o Botafogo foi derrotado por 2 a 0 pelo River, pela Copa do Nordeste (no dia 17 de fevereiro), o treinador também teve um pico de pressão e reclamou de dores de cabeça. As mesmas características que se apresentaram mais intensas neste domingo.

A assessoria de imprensa do clube, inclusive, informou que durante a tarde desta segunda-feira o técnico passou mal novamente e uma nova carga de exames teve de ser feita.

O médico do Belo diz que aguarda os resultados destes novos exames para se posicionar sobre o que de fato ele tem: "Ele iria passar por uma tomografia e só então podemos ter uma ideia do que ele tem. Na última vez em que nos falamos, ele reclamou de dores de cabeça. Então acho melhor ele ficar em casa".