Esportes

Vila Olímpica Parahyba apresenta falhas em piscina e ginásio

Piscina de 50 metros está interditada e por isso todos alunos estão fazendo aulas nas outras, que são menores.



Faltam poucos dias para o aniversário de um ano da reinauguração da Vila Olímpica Parahyba. Mas apesar do pouco tempo de reabertura, a população vem reclamando de alguns problemas no centro esportivo. Um grave problema técnico na piscina olímpica e ainda o atraso nas aulas de basquete por pura falta de tabelas de jogo.

De acordo com o produtor artístico Isaque Lima, que participa das atividades da Vila, a piscina de 50 metros está interditada e por isso todos estão fazendo aulas nas outras, que são menores. O que segundo ele provoca superlotação e, em pelo menos um caso, acidente.

A água da piscina apresenta uma coloração escura, mas o administrador da Vila, Antônio Meira, informou que não é falta de limpeza e, sim, de um problema técnico que vai obrigar a quebra do piso na área da piscina.

"Acreditamos que foi o rompimento de um cano. Quando o piscineiro coloca a mangueira de aspiração, ela pega muito ar e fica sem sucção. Convocamos o engenheiro da empresa que fez este serviço e ele constatou que há uma necessidade de quebrar um espaço para verificar o que está acontecendo. É um problema técnico, colocamos tapumes aqui e eles vão começar a quebrar todo piso para encontrar o defeito. A gente espera que este problema seja resolvido em 15 dias e nossa piscina volte a funcionar normalmente", explicou.

A Vila abriga diversas modalidades. Uma destas, que estava na programação inicial, mas que ainda não começou, foram as aulas de basquete, por um simples motivo: não tem tabelas no ginásio. Mas Meira diz que a licitação já foi feita para a aquisição.