Esportes

Botafogo vence Fortaleza de virada, acaba com jejuns e segue vivo

Belo ganhou o jogo por 2 a 1 e manteve as chances de classificação para  a segunda fase da competição regional.



Foi um feito triplo para o Belo, a vitória que o time conquistou ontem no Estádio Almeidão, contra o Fortaleza, em jogo válido pela quarta rodada da Copa do Nordeste de 2016. O Alvinegro da Estrela Vermelha estava há 11 jogos sem vencer uma partida de Copa do Nordeste. E estava há sete jogos sem vencer o Tricolor do Pici. E, para completar, estaria eliminado se não vencesse a partida. Era um drama, principalmente com o gol relâmpago que sofreria ainda no início da partida, quando ainda nem tinha entendido direito que o jogo já começara.

Mas o Alvinegro da Estrela Vermelha, ontem, estava de volta aos velhos tempos. Estava de volta, quem sabe, a 2013, quando enfrentava os rivais interestaduais de igual para igual e não se intimidava com ninguém. Porque o time foi para cima. Com raça, categoria, fé, e, o que é principal, gols. Garantiria o necessário para vencer ainda no primeiro tempo, e embalaria sua torcida, que sairia do estádio em êxtase e em transe.

A virada do Belo, portanto, teve um sabor triplamente especial. E agora sem dois pesos nas costas, segue mais vivo que nunca na briga por uma classificação que pareceria impossível, ainda é difícil, mas ninguém mais é capaz de taxá-la como impossível.

Até porque, após o jogo de ontem o Belo mexe na tabela. O Sport, na verdade, agradece. E com sete pontos conquistados segue como líder isolado do grupo. Fortaleza, River e Botafogo agora estão empatados. No bolo. Todos brigando por ora por uma segunda vaga que ainda permite sonhar. Ainda que, é bem verdade, Sport e River ainda se enfrentem hoje, o que pode mexer nesta classificação.
Os dois times que se enfrentaram hoje voltam a campo pelo Nordestão na semana que vem. E ambos jogam em casa. O jogo do Fortaleza é na quarta-feira, na Arena Castelão, contra o Sport. O jogo é às 21h45. Um dia depois, é o Belo quem entra em campo, mais uma vez no estádio Almeidão. O rival vai ser o River, em jogo marcado para as 21h30.

A partida começou a mil. E um desavisado poderia jurar que seria uma goleada para o Fortaleza. Porque o Belo nem mesmo tinha tocado na bola, quando aos dois minutos o Leão deixou o seu.
Em bonita jogada de Guto, a bola acabou em Anselmo, que com categoria abriu o placar. Festa do Tricolor do Pici. Mas muito apressada.

Porque depois daí, só deu Botafogo. Ou quase. Pois apesar do domínio que o Belo passou a ter depois do gol, o segundo lance de real perigo do jogo foi de novo do time visitante. Moacir passou para Anselmo, que meteu em gol para bela defesa de Michel Alves.

Agora sim, o Belo. Marcelo Xavier primeiro acertou uma bola na trave. E sete minutos depois, Magno Alves empatou. De cabeça, aproveitando cobrança de escanteio. Para delírio da torcida da casa que se apresentava em bom número ao estádio.

O Belo tomou gosto. E Muller Fernandes pouco depois fez um golaço. Recebeu, ajeitou e de fora da área chutou rasteiro. Era o da virada.

No segundo tempo, o time da casa ainda teria um gol de Marcelo Xavier anulado, que levaria Itamar Schülle à loucura. E recuaria muito nos minutos finais, permitindo uma última pressão adversária. Somado a isto, uma preocupante  insegurança de Michel Alves, que quase coloca tudo a perder em pelo menos dois lances.

Mas desta vez não tinha jeito. A vitória e o fim dos tabus já era fato consumado. A festa,  no fim das contas, era do Belo. E de sua torcida.