Esportes

Botafogo volta a perder na Copa do Nordeste e segura a lanterna do grupo

Belo vira "freguês" do River do Piauí e termina a rodada no último lugar após derrota por 2 a 0.  



Globoesporte.com/pb
Globoesporte.com/pb

O River continua sendo a pedra no sapato do Botafogo. O Galo manteve o retrospecto de vitórias sobre o time paraibano na noite de ontem, pela segunda rodada da Copa do Nordeste. Jogando no Estádio Albertão, em Teresina, os piauienses venceram por 2 a 0 e se reabilitaram da derrota na estreia.
Já o Belo segue sem vencer no Nordestão e vê a sua situação se complicar, uma vez que apenas o campeão de cada chave e os três melhores segundos colocados passam de fase. As duas equipes terminaram com dez jogadores, com as expulsões de Jéfferson Recife (do Belo) e Jadson (do Galo).
Essa foi a terceira vitória seguida do River sobre o adversário. No ano passado, as equipes também se enfrentaram na primeira fase do Nordestão e os piauienses venceram os dois jogos - 2 a 1 em João Pessoa e 1 a 0 em Teresina.

Na próxima rodada, semana que vem, o Botafogo enfrenta o Fortaleza, na terça-feira (23), fora de casa.
A vitória do River foi construída com um gol logo no início da partida. Já na primeira investida do time de Zé Teodoro o placar foi aberto. Aos 4 minutos, Jadson marcou depois de escanteio cobrado por Esquerdinha. A essa altura, o Belo sequer tinha passado do campo defensivo.

A vantagem no marcado tranquilizou os riverinos. A ponto do time recuar e permitir o único momento de superioridade do Botafogo no jogo. Muller Fernandes e Carlinhos tiveram chances de empatar a partida, mas falharam nas finalizações.

Os dois times mudaram no intervalo. O River voltou com Lucas Bacelar e André Beleza, nos lugares de João Paulo e Daniel Piauí, respectivamente. Já o Botafogo apostou em Jéfferson Recife, que entrou na vaga de Muller Fernandes. Só que o ritmo da partida caiu muito, com as duas equipes abusando dos passes errados.

Dois lances, no entanto, trataram de decidir o jogo. Aos 23, Vanderlei contou com uma falha incrível do zagueiro Magno Alves para marcar o segundo gol. Quatro minutos depois, Jéfferson Recife fez falta dura e recebeu o segundo cartão amarelo, sendo expulso.

Com um a menos, o Botafogo-PB entregou os pontos. Michel Alves ainda evitou a goleada, ao fazer grande defesa em chute de Sandro Costa, no fim do jogo. E ainda deu tempo de Jadson levar o cartão vermelho e deixar as duas equipes com dez jogadores.

Volante e meia podem sair

A diretoria botafoguense não confirma, mas o volante Marcos Antonio e o meia Aílton podem estar com os dias contados na Maravilha do Contorno. Os dois ficaram de fora dos últimos jogos do Belo e já não têm tanto prestígio com o técnico Itamar Schülle.

Aílton está com uma contusão no joelho e perdeu boa parte da pré-temporada. Além disso, o comportamento do atleta fora dos campos não agrada à comissão técnica. Já Marcos Antonio, mesmo recuperado, sequer foi relacionado para o jogo de ontem no Piauí.

Botauto confirmado para sábado

A FPF confirmou a antecipação do clássico entre Botafogo e Auto Esporte para o sábado, às 18 horas, no Estádio Almeidão. O jogo estava previsto anteriormente para o domingo, mas foi adiantado em virtude do compromisso do Belo, na terça-feira seguinte (23), contra o Fortaleza, pela Copa do Nordeste.

A Federação manteve os outros quatro jogos no domingo, rejeitando o pedido do Esporte Interativo em também antecipar o clássico Treze x Campinense para sábado.