Esportes

Conselho Arbitral define hoje a fórmula de disputa do Paraibano 2016

Dirigentes se encontram às 15h na sede da FPF para bater o martelo sobre o Estadual do próximoa ano.



Os dirigentes dos 10 clubes que vão disputar o Campeonato Paraibano de 2016 se reúnem nesta quarta-feira, a partir das 15h, na sede da Federação Paraibana de Futebol, para discutir os principais detalhes da competição, entre os quais a fórmula e o período de disputa.

Na primeira reunião preliminar, ficou decidido que o campeonato começa dia 31 de janeiro. As novidades para a edição de 2016 são Esporte de Patos e Paraíba de Cajazeiras. Campeão e vice da segunda divisão. Além dos dois clubes sertanejos, estão na 1ª divisão Botafogo, Campinense, Treze, Auto Esporte, CSP, Santa Cruz de Santa Rita, Sousa e Atlético de Cajazeiras.

O presidente da FPF, Amadeu Rodrigues, já deixou claro que vai prevalecer a decisão que for tomada pelos dirigentes dos clubes na reunião de logo mais. Vale ressaltar que pelo Estatuto do Torcedor, o regulamento do campeonato passado deve ser respeitado. Mas se houver unanimidade por mudança, como querem alguns clubes, a competição deve ter outro formato em 2016.

A Federação tem em mãos uma proposta que será apresentada aos dirigentes das agremiações. A ideia da FPF é fazer um campeonato em que os 10 clubes sejam divididos em dois grupos de cinco. Os dois melhores de cada grupo se classificam para o mata-mata. E os seis últimos fazem um “torneio da morte” para definir os rebaixados.

De acordo com o calendário apresentado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), os campeonatos estaduais do ano que vem deverão ser realizados em apenas 13 datas, mas o presidente da FPF, Amadeu Rodrigues, fez uma solicitação para o Paraibano ter uma data a mais, o que permitiria que esta proposta pudesse sair do papel.

Clima deve ser quente


A proposta do estadual de 2016 sugerida pela Federação, com divisão dos clubes em dois grupos de cinco times cada na primeira fase encontra resistência nos Maiorais, o que deve esquentar a reunião desta quarta-feira.

Os presidentes do Treze e do Campinense, Petrônio Gadelha e William Simões, respectivamente, vão sugerir que o Campeonato Paraibano tenha o mesmo formato deste ano.

"Irei conversar com o presidente da FPF e com os outros presidentes dos clubes para sugerir que o modelo adotado este ano no Paraibano seja mantido. Para isso, vou pedir também ao presidente da Federação, Amadeu Rodrigues, que pleiteie junto à CBF um aumento no número de datas da competição”, opinou William Simões.

Já o recém-eleito presidente alvinegro, Petrônio Gadelha, comunga do mesmo pensamento do rival Campinense.

“Já entrei em contato com o presidente do Campinense. Nós vamos defender a mesma proposta junto a Amadeu e os outros presidentes. Queremos um campeonato com o mesmo modelo deste ano, pois temos certeza que isto é o melhor para os times de Campina Grande”, afirmou Gadelha.

Primeiro clube a apresentar uma proposta, o Botafogo se mostra aberto a um consenso, mas não abre mão em terminar o Paraibano no dia 8 de maio. "Podem ser dois grupos, do jeito que a FPF está pensando. De nossa parte, a proposta do Sousa e do Esporte também agrada", disse o vice-presidente Breno Morais.