Esportes

Seleção Brasileira chega confiante para estreia contra o Chile

Grande maioria da comissão técnica chegou calada ao hotel que hospeda o time canarinho, em Santiago.



O sorteio não ajudou, e a estreia brasileira nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 é duríssima. Mas o debute em visita ao Chile, campeão da Copa América, é visto mais como um desafio do que um infortúnio de calendário.

A grande maioria da comissão técnica chegou calada ao hotel que hospeda o time canarinho, em Santiago. Só quem falou foi o ex-lateral Cafu, que é auxiliar pontual de Dunga, e prometeu que a camisa amarelinha vai pesar no confronto do Estádio Nacional.

"O Chile fez uma Copa América fantástica, é um time que vem em ascensão muito grande, mas Brasil é Brasil. É pentacampeão do mundo, o Chile tem que nos respeitar", discursa o ex-jogador, que celebrou a oportunidade de estar próximo do time verde-amarelo novamente.

Convocado na vaga que originalmente seria de Rafinha, Daniel Alves acabou beneficiado pela recusa do lateral direito do Bayern de Munique, que preferiu não defender a Seleção brasileira. O jogador do Barcelona preferiu não falar sobre a opção do compatriota.

"São situações em que cada um tem que saber da sua vida, cada um tem que controlar. A decisão dele foi essa, e temos que respeitar", discursou Dani Alves.

Outra novidade é no meio-campo. O meia Phi- lippe Coutinho, do Liverpool, se lesionou em dérbi contra Everton no domingo e foi cortado. Para seu lugar, o técnico Dunga convocou Kaká, que atualmente defende o Orlando City-EUA.