Esportes

Vasco tem novo duelo na luta contra a degola no Brasileirão

Time carioca pega o Cruzeiro, no Mineirão, tentando a terceira vitória seguida no Brasileiro.



Cruzeiro e Vasco fazem um choque direto na luta contra o rebaixamento nesta quarta-feira, às 22h, quando se enfrentam no Mineirão, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na lanterna com 19 pontos, o Cruz-Maltino ganhou novo fôlego com dois triunfos consecutivos, sendo o mais recente por 2 a 0 diante do Atlético-PR.

Já a Raposa vem de um empate por 1 a 1 com o Atlético-MG, quando levou o gol de empate no fim, frustrando os planos de se afastar de vez da zona de queda para a Série B. Atualmente os mineiros, com 29 pontos, estão em 14º lugar. A distância para o Z-4, porém, é de apenas dois pontos.
Os treinadores esperam um duelo muito equilibrado.

"Temos uma caminhada muito longa pela frente e muito complicada, mas possível de ser feita com empenho e determinação. Se vencermos, vamos dar um bom passo para atingirmos a nossa meta", disse Jorginho, comandante do Vasco.

Mano Menezes, treinador do Cruzeiro, também considera a partida estratégica principalmente pelo momento do Vasco.

"O Campeonato Brasileiro nos apresenta algumas armadilhas e esse confronto com o Vasco é uma delas, pois o adversário vem de duas vitórias e como futebol é tendência, a tendência deles é de crescimento", disse Mano.

Em termos de escalação, o Cruzeiro tem problema na lateral esquerda pois Mena, expulso contra o Galo, e Fabrício, que recebeu o terceiro cartão amarelo no mesmo jogo, cumprem suspensão. Assim, Pará assume o setor.

O Vasco também terá mudanças. O goleiro Martín Silva e os atacantes Jorge Henrique e Leandrão estão vetados. Riascos, que seria opção para o ataque, cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

Ficha Técnica
CRUZEIRO Fábio, Ceará, Manoel, Bruno Rodrigo e Pará; Willians, Henrique, Ariel Cabral, Alisson e Marquinhos; Willian
Técnico - Mano Menezes

VASCO Jordi, Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Serginho, Bruno Gallo, Julio dos Santos e Nenê; Rafael Silva e Herrera
Técnico - Jorginho

LOCAL Estádio Mineirão (Belo Horizonte); HORÁRIO 22h
ARBITRAGEM Thiago Duarte Peixoto, SP Rogerio Pablos Zanardo Herman Brumel Vani

Flu tenta conter fúria da torcida e retomar caminhada rumo ao G-4

O clássico entre Fluminense e Palmeiras é a atração desta quarta-feira, às 19h30, no Maracanã. O Tricolor vive seu pior momento na competição, ainda não tendo conseguido ganhar no segundo turno. Nos últimos seis jogos foram cinco derrotas, incluindo o 1 a 0 para o Sport no domingo, e um empate. Com 34 pontos, os cariocas tentam reagir para tentar voltar ao G-4.

Ficha Técnica
FLUMINENSE Diego Cavalieri, Wellington Silva, Antônio Carlos, Marlon e Léo Pelé; Edson, Jean, Marcos Júnior, Gerson e Gustavo Scarpa; Fred
Técnico - Enderson Moreira

PALMEIRAS Fernando Prass; Lucas, Victor Ramos, Jackson e Egídio; Thiago Santos e Arouca; Gabriel Jesus, Robinho e Zé Roberto; Alecsandro
Técnico - Marcelo Oliveira

LOCAL Estádio Maracanã (Rio de Janeiro); HORÁRIO 19h30
ARBITRAGEM Anderson Daronco, RS José Javel Silveira Rafael da Silva Alves

Timão quer ampliar série positiva e abrir mais vantagem na liderança

O Corinthians voltará a jogar como visitante após duas partidas em Itaquera, mas em um local onde se sente à vontade. Será no Beira-Rio, estádio onde não perde para o Internacional desde 2010. Com 54 pontos ganhos após a vitória por 3 a 0 sobre o Joinville, o Corinthians tem cinco de distância para o segundo colocado Atlético-MG, que enfrentará o Santos na Vila Belmiro.

Ficha Técnica

INTER Alisson; William, Paulão, Ernando e Matheus Oliveira; Rodrigo Dourado, Nilton, Wellington (Anderson) e D'Alessandro; Valdívia e Vitinho
Técnico - Argel Fucks

CORINTHIANS Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Ralf, Elias, Jadson, Renato Augusto e Malcom; Vagner Love
Técnico - Tite

LOCAL Estádio Beira-Rio (Porto Alegre); HORÁRIO 22h
ARBITRAGEM Jaílson Macedo Freitas, BA Fabiano Ramires Marcos Rocha de Amorim

Airton compara situação do Belo com a do Papão

A derrota no último final de semana para o Vila Nova, dentro do Estádio Almeidão deixou o Botafogo em uma situação delicada em relação à sua pretensão de se classificar para as quartas de finais da Série C. Agora, na sexta posição do Grupo A, o time está 4 pontos atrás do América-RN, clube que fecha o G-4. Com apenas seis pontos para disputar, o panorama não é dos mais simples.
Mas pelo menos para um jogador, a esperança na classificação tem um exemplo prático. No ano passado, o lateral Airton estava no elenco do Paysandu, que estava fora da zona de classificação, faltando duas rodadas para o final da fase de grupos. O Papão foi bem na reta final e acabou arrancando uma das vagas no G-4.
"Vivi no ano passado isso pelo Paysandu. No ano passado, inclusive, eu tive que torcer contra o Botafogo nas duas últimas rodadas. Em duas rodadas a gente conseguiu se classificar em 2014. Agora a gente tem que buscar. Não está impossível e vamos brigar até o final", avisou.

Campinense quer se reforçar para mata-mata

Classificado para as oitavas de final da Série D do Brasileirão, o Campinense anunciou ontem que pretende se reforçar ainda mais para a fase decisiva da competição nacional. A diretoria do clube do Alto da Bela Vista se reuniu com a comissão técnica, e a expectativa é que o clube anuncie pelo menos um reforço nos próximos dias. A ideia, no entanto, é que um segundo nome seja confirmado antes do próximo jogo.
O retorno de alguns jogadores que disputaram o Campeonato Paraibano deste ano não foi descartado pela assessoria de imprensa do Rubro-Negro. Nomes como o lateral-esquerdo Jéfferson Recife, que está na Ponte Preta; o volante Neto (foto), que está no ABC; e o lateral-direito Osvaldir, que está na Portuguesa; estão sendo cotados nos bastidores da Bela Vista.
Para o primeiro confronto do mata-mata contra o Operário-PR, Diá vai contar com o retorno de vários titulares, como Thiago Sala, Magno e Ronael, que foram poupados contra o Globo FC. Túlio Renan, livre de suspensão, também volta.

Bebeto Silva diz que renuncia se perder apoio

Após o fracasso dentro de campo na Série D do Campeonato Brasileiro, o Treze agora vive um drama em seus bastidores. Ontem, o presidente Bebeto Silva informou que pode renunciar ao cargo ainda esta semana. De acordo com o mandatário, tudo depende do posicionamento de um grupo de empresários que ajuda financeiramente o Alvinegro. Caso esse pessoal resolva não mais apoiar a equipe trezeana, a sua renúncia acontecerá imediatamente.
"A possibilidade existe sim. Vou me reunir com alguns empresários que contribuem com o time e, caso eles saiam, eu vou junto. Não posso dizer o nome desse pessoal, mas existem uns três ex-presidentes nesse grupo que estavam nos ajudando. Mas na verdade, eu só fico se eles ficarem", revelou Bebeto.
Diante das dificuldades e sem ter mais nenhum campeonato para disputar neste segundo semestre, o Treze vai fechar suas portas e só retornará suas atividades no próximo ano, quando tem só o campeonato estadual garantido.