Esportes

Freitas Nascimento diz que jogadores foram infantis nesta terça

Freitas queria mais malandragem do seu time, enquanto René tentava aprender os nomes dos jogadores.



Wênia Bandeira
Wênia Bandeira
René Simões gostou do empate no Amigão

Wênia Bandeira,
Especial para o Paraíba1

Mais uma vez, o clima do podia ter sido e não foi dominou os vestiários do Campinense. O técnico Freitas Nascimento não gostou do resultado e, segundo ele, o rubro negro não ganhou um ponto e sim perdeu dois no empate com a Portuguesa na noite desta terça-feira (18), em Campina Grande.

O comandante afirmou que os jogadores foram muito infantis durante os 90 minutos. Ele falou que a equipe não soube ser malandra e usar o placar positivo, “tomando três gols bobos”.

Ele salientou ainda que o grupo teve força para correr atrás do prejuízo quando viu os empates acontecendo, mas em contra-partida não conseguiu gerenciar as chances de vitória.

Já o técnico da Portuguesa, René Simões, viu com bons olhos o resultado conquistado. De acordo com ele, este foi um jogo mais difícil que a partida contra o Vasco, na última rodada, quando perdeu dentro de casa por 3 a 1.

“Em alguns momentos eu nem sabia os nomes dos jogadores. Tive que jogar com muitos meninos das categorias de base, complicou o trabalho, então esse empate foi uma vitória pra gente”, declarou.

O empate favoreceu a equipe paulista que subiu uma posição na tabela de classificação, enquanto deixou o time paraibano por mais uma rodada na lanterna da Série B do Campeonato Brasileiro.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.