Esportes

Botafogo-PB e Campinense começam a decidir o Campeonato Paraibano 2018

Primeiro jogo da final acontece no Amigão, na noite desta quinta-feira (6).




Vai começar a final do Campeonato Paraibano de 2018. De um lado o Campinense, clube de melhor defesa da competição. Do outro está o Botafogo-PB, que possui o melhor ataque e é o atual campeão estadual. Os primeiros 90 minutos da decisão acontecem nesta quinta-feira no Estádio Amigão, em Campina Grande, a partir das 20h30. Vale ressaltar que o Belo joga por um empate no somatório dos dois jogos, pelo fato de ter feito a melhor campanha da competição até aqui.

No Botafogo-PB, chegou a hora da verdade. O time de melhor campanha do Paraibano volta a jogar no Estádio Amigão quatro dias após despachar o Treze do estadual. O Belo não perde atuando em Campina Grande desde 2015. O tabu é enorme.

Porém, do outro lado está o Campinense, um adversário para lá de indigesto para os botafoguenses. Tanto é que nas últimas cinco decisões da competição, o Alvinegro foi campeão em três oportunidades, enquanto a Raposa ergueu a taça duas vezes, a última em cima do Belo, em 2016.

Com a vantagem de jogar por um empate no somatório das duas partidas, o técnico do Botafogo-PB, Leston Júnior, afirmou que de forma alguma o seu time vai atuar priorizando as bonificações adquiridas no decorrer do Paraibano. Porém, para o comandante alvinegro, o seu elenco precisa ser inteligente para não perder o jogo de ida e ser obrigado a vencer na volta.

“Como vencemos o Treze no último domingo, tomamos a vantagem na final. Isso obriga o Campinense a buscar reverter essa situação, o que pode gerar um desequilíbrio defensivo. Mas isso não significa que vamos jogar com o regulamento, precisamos ser inteligentes”, disse Leston.

Enquanto isso, o Campinense atuou dois jogos a menos que o Botafogo-PB, mas conseguiu ser mais eficiente que o rival de João Pessoa na primeira fase do Paraibano. O destaque está no setor defensivo, que sofreu apenas quatro gols em 12 jogos disputados.

A Raposa, no entanto, não vence o Belo dentro de casa há cinco jogos. A última vez que isso aconteceu foi na primeira fase do estadual de 2015.

E quem falou pelo Campinense foi Muller Fernandes, o artilheiro da equipe na temporada, com quatro gols marcados. Segundo o atacante, que é titular no esquema do técnico Ruy Scarpino, o Clássico Emoção não tem favorito.

“É o tipo de jogo que não tem favorito em hipótese alguma. Clássico é sempre um jogo difícil, um jogo que não importa quem vem melhor, quem tem um investimento maior, é tudo decidido nos detalhes. A gente vem trabalhando muito forte aqui no Campinense e se Deus quiser vamos conseguir terminar essa competição com o título, que é o que todo mundo aqui deseja”, comentou o jogador raposeiro.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.