Economia e Negócios

Volume de vendas na Paraíba tem 2ª maior redução do país em 12 meses

O estado foi uma das sete unidades da federação que obtiveram variações negativas no período.




O volume de vendas do comércio varejista na Paraíba teve a segunda maior redução do país nos últimos 12 meses (3,9%), segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada nesta quarta-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O estado foi uma das sete unidades da federação que obtiveram variações negativas no período, ficando atrás apenas do Piauí (-7,3%).

No que se refere ao índice de receita nominal do setor, também foi registrada a segunda maior queda, de 0,1%, nos últimos 12 meses. A Paraíba, também nesse quesito, ficou em posição melhor do que o Piauí, com -3,9%. Os dois foram os únicos com resultado abaixo de zero. Em oposição a esse cenário, a média nacional apresentou uma alta de 5,1%.

Apesar das reduções, a pesquisa aponta ainda que, em relação ao mês de agosto deste ano, o volume de vendas registrou um crescimento de 1,4%, maior que a média nacional, de 0,7%. Essa foi a terceira maior alta do Nordeste. No mesmo comparativo ao mês de agosto, a receita nominal do setor no estado aumentou em 1,6%, e ficou acima da média nacional de 0,7%.

No mês de setembro, o IBGE também constatou um aumento de 1,2%, em comparação ao mês de junho, no volume de vendas no varejo da Paraíba. Também houve um aumento de 0,1% em comparação a julho de 2018.

Crescimento no Natal

O quadro deve melhorar, segundo expectativa do Instituto Fecomércio de Pesquisas Econômicas e Sociais da Paraíba, que prevê que mais de 66% dos paraibanos pretendem ir às compras para oferecer presentes no Natal deste ano. Esse percentual é maior do que o registrado ano passado, quando 62,80% tinham a mesma intenção.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.