Economia e Negócios

'Todo modelo de negócios tem prazo de validade', diz professor da Fundação Dom Cabral

Marcelo Salim faz palestra em evento para presidentes e gestores de corporações em João Pessoa.




Marcelo Salim (Foto: Ricardo Murdocco)

“Todo modelo de negócios tem prazo de validade” e a melhor forma de descobrir para onde o mercado está indo é “mantendo o dedo no pulso do cliente”. Estas são duas das premissas que norteiam a participação do professor da Fundação Dom Cabral Marcelo Salim, que participa da edição 2019 do Liderar.

O evento, promovido em parceria pela H.Forte e Fundação Dom Cabral, reúne presidentes e gestores de corporações de médio e grande portes da Paraíba nesta quinta-feira (21) em João Pessoa.

Marcelo Salim é mestre em Engenharia de Sistemas e estudioso das áreas de Negócios e  Empreendedorismo em instituições como a Stanford e o MIT, além de ter vasta experiência prática como empreendedor.

Segundo Marcelo, a “grande verdade” do mercado atual é que todo negócio vai se exaurindo e é preciso que as empresas pensem o todo no seu próximo negócio. “É muito difícil fazer isso quando você tem que entregar resultados, as pessoas estão mais preocupadas em fazer o que tem que ser feito”, alerta.

A razão principal para a resistência das organizações, na leitura do professor, é a existência do que ele chama de dois motores: um é o da operação, o outro da inovação. O da operação explora o modelo de negócio que a empresa já tem e procura fazer “mais do mesmo da melhor forma possível”. Essa atitude vai contra o motor da inovação.

A dificuldade em se abrir para os erros também atrapalha. “Inovar pressupõe você testar novas águas, cometer erros. Pressupõe começar do zero, tentar novas alternativas. Consequentemente, você vai cometer erros. Inovar é errar e errar cada vez menos na direção de um novo mercado. Mas muitas empresas não lidam bem com o erro”, explica.

O Liderar acontece no Hotel Manaíra, em João Pessoa, a partir das 9h. Os interessados em participar devem entrar em contato com a H.Forte através do telefone (83) 99635 5001 para consultar disponibilidade de vagas.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.