Economia e Negócios

Seminário de Negócios na FIEP estreita relações entre Paraíba e Tailândia

Embaixador esteve em Campina Grande e espera parceria com a Paraíba.




O Governo do Estado, em parceria com o Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (FIEP), promoveu, na tarde desta sexta-feira (29), o Seminário Negócios Brasil/Tailândia. O evento foi realizado, na sede da FIEP, em Campina Grande, e contou a participação de empresários de várias áreas.

Representando o governador João Azevêdo, a vice-governadora Lígia Feliciano destacou, na abertura, a importância do seminário para estabelecer relações bilaterais entre a Paraíba e a Tailândia e proporcionar um maior fluxo de investimentos nas áreas da indústria, comércio, turismo, hotelaria e cultura.

“Hoje a Paraíba é o primeiro Estado no Nordeste em ranking de competitividade e o nono no país, tem segurança hídrica, todas as cidades ligadas por asfalto, energias renováveis, infraestrutura turística, além dos investimentos na segurança pública, na educação com 100 escolas em tempo integral, unidades técnicas e intercâmbio internacional com o Gira Mundo. Logo, é um bom momento para atrair investimentos”, ressaltou Lígia.

Turismo e Desenvolvimento Econômico

Ainda no seminário, o secretário de Turismo e do Desenvolvimento Econômico, Gustavo Feliciano, destacou o potencial turístico, com ênfase para a taxa de ocupação dos hotéis e o aumento no número de embarques e desembarques nos principais aeroportos da Paraíba. Gustavo também sublinhou que o Castro Pinto e o João Suassuna foram privatizados e poderão ser a porta de entrada dos europeus no Brasil.

Citou também os eventos, a exemplo do São João de Campina Grande, que movimenta a economia local e atrai turistas. “O Governo do Estado quer buscar investimentos e proporcionar oportunidades. Estamos realizando este seminário para mostrar para a Embaixada que vai levar para a Tailândia as nossas potencialidades”, afirmou Gustavo Feliciano.

Por sua vez, o diretor-presidente da Companhia de desenvolvimento da Paraíba (CINEP), Rômulo Soares Polari Filho, apresentou os investimentos realizados pelo Governo do Estado em infraestrutura, enfatizando a construção do Parque Industrial de Caaporã e do Distrito Industrial do Turismo, a expansão do parque de energia renovável, além de destacar as oportunidades que a Paraíba oferece para investidores.

Embaixador

Em seguida, o embaixador da Tailândia no Brasil, Surasak Suparat, em sua palestra apresentou indicadores econômicos do país e as oportunidades oferecidas para investidores estrangeiros. Surasak destacou a relação bilateral entre o Brasil e o país asiático para os presentes.

Ele comentou que a Tailândia é um país pequeno, mas com um setor de turismo muito forte. Em 2018, recebe mais de 38 milhões de turistas. Para 2019, a expectativa é chegar a 40 milhões. Além disso, o embaixador apontou os investimentos , nos últimos dois anos no corredor asiático, numa área portuária, próximo a Bangkok. “O nosso maior desafio é a evolução industrial. Passamos por várias fases no processo de industrialização. Hoje buscamos deixar nosso país com alto rendimento, e focado na inovação, através da modernização do setor”, explicou.

Durante a palestra, Surasak Suparat, citou que a Tailândia apresenta um desequilíbrio na balança comercial com o Brasil, e importa mais do que exporta para o país. Entre os produtos importados estão, as frutas, grãos, couro, e veículos. Já na lista dos produtos exportados da Tailândia para o Brasil, estão máquinas elétricas, motocicletas, bicicletas e borracha. Segundo o embaixador, no ano a Tailândia exportou para o Brasil, mais de R$ 2 milhões de dólares em produtos. E o país ocupa hoje a 20ª posição no ranking de livre competitividade global.

O embaixador destacou que a Paraíba exporta para a Tailândia calçados, enxofre, pedras, ferro, alumínio e borracha. Por sua vez, o Estado importa do país asiático máquinas, borracha, produtos químicos orgânicos, plástico e maquinário elétrico. “Acredito que as nossas relações podem se estreitar mais ainda, pois são complementares as nossas indústrias. A embaixada está em busca de mostrar para vocês como é a Tailândia e vocês para fazer investimento no comércio, na indústria e no turismo”, disse Surasak Suparat. exemplo do São João de Campina Grande

Competitividade paraibana

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil e do Mobiliário da Paraíba (SINDUSCON – PB), Hélder Campos, representou a FIEP no evento. “Com esse Seminário que é realizado pelo Governo do Estado da Paraíba, em parceria com o Centro Internacional de Negócios da FIEP, temos um estímulo ao aumento da competitividade da indústria paraibana, que tem como grande objetivo a geração de emprego”, frisou.

De acordo com dirigente, o seminário foi uma oportunidade para aproximar os países que durante muitos anos mantiveram uma relação bilateral sólida e superavitária. “Brasil e Tailândia já tiveram uma relação comercial muito mais concreta, no passado, Esperamos que a partir desse evento haja uma reaproximação entre os dois países de forma que a Paraíba seja beneficiada economicamente”, enfatizou Hélder.

Também participaram do seminário o superintendente regional do Banco do Nordeste, Weslei Maciel, deputado federal Damião Feliciano, a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico, Rosália Lucas, empresários, além da primeira e do segundo secretários da Embaixada da Tailândia, Phitchanan Panadamrong e Paween Buskorneungrat, respectivamente.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.