Economia e Negócios

Pequeno negócio em tecnologia ganha linha de crédito pelo Banco Cidadão

Empreendedores do setor podem tomar empréstimo de até R$ 13.200 para instalar negócio.



Juliana Santos/Secom JP
Juliana Santos/Secom JP
Pequeno negócio de Yargo Taglia e mais seis sócios ganhou impulso com o crédito

Um dos setores ainda promissores de bons negócios no mercado, mesmo em tempos de retração econômica, é a área de tecnologia. Os pequenos empreendedores de João Pessoa que têm ideias, mas ainda estão sem capital para montar um negócio ganharam uma oportunidade.

A linha de crédito Cidadão Digital, do Banco Cidadão da Prefeitura de João Pessoa disponibiliza crédito de até R$ 13.200 para investir em máquinas, equipamentos ou para capital de giro em micronegócios de tecnologia.

Foi com este apoio que Yargo Taglia e mais seis sócios, que integram a empresa Mago Cinzento, estão produzindo jogos eletrônicos.

Eles se inscreveram no Banco Cidadão no ano passado e obtiveram crédito para montar uma sala onde eles produzem os jogos e para custear o servidor on line. Yargo Taglia, que faz o roteiro dos jogos, conta que a empresa foi montada com recursos de cada um, mas com o empréstimo eles conseguiram profissionalizar o trabalho.

A linha de crédito impulsionou o pequeno negócio. "Conseguimos montar nosso ambiente e acelerar nossa produção. Nossos jogos estão disponibilizados na plataforma steam, líder em jogos on line. Então, a cada acesso, nós recebemos uma remuneração pelos jogos”, afirma.

A empresa também vai passar a disponibilizar cursos a quem se interessar a aprender a atividade de produção de jogos, o que será outra fonte de renda para eles. “O retorno do trabalho está sendo rápido e o empréstimo do Banco Cidadão será quitado antes do tempo", comenta. 

Linha foi criada no ano passado

O secretário do Trabalho, Produção e Renda, Diego Tavares, que é gestor do Banco Cidadão, afirma que a linha de crédito foi criada no ano passado para contemplar esta parcela de empreendedores na área de tecnologia, que costuma ter muitas ideias, mas que, para colocá-las em prática, necessita apenas de um apoio financeiro.

“João Pessoa tem um perfil empreendedor muito grande, e o Banco Cidadão tem esse papel com o microcrédito social. Temos novos profissionais saindo da academia e buscando conquistar seu espaço. Muitos não conseguem ingressar no mercado de trabalho, mas eles podem garantir uma atividade econômica a partir de suas ideias, e é aí que a prefeitura entra, garantindo recursos para que isto aconteça”, avalia o secretário.

Investir para ampliar negócios

A compra de equipamentos da marca Apple e a realização de projetos para sistema operacional iOS possibilitou a ampliação de negócios e de lucro para Pablo Ramon e seus dois sócios, na empresa NI Digital. Eles também foram beneficiados pelo Banco Cidadão e já começam a colher os frutos do investimento.

“Nós compramos um macbook, um notebook de outra marca, um monitor e uma impressora. Estamos com cinco projetos, no momento. Um deles é um aplicativo que localiza eventos esportivos, outro é um quiz pro Enem e ainda estamos trabalhando em três sites”, diz Pablo Ramon.

O empreendedor conta que antes de adquirir os equipamentos, tinha que terceirizar parte dos serviços, o que encarecia a produção. A empresa, que foi aberta em dezembro de 2014, trabalha com jogos gratuitos, recebendo pela monetização das propagandas no jogo, além da produção por encomenda.

O crédito da linha Cidadão Digital pode chegar a R$ 13.200 para investimento fixo e R$ 6.160 para capital de giro. O pagamento pode ser parcelado em até 24 meses, com carência de três meses para investimento fixo mais giro, ou até 12 meses sem carência para apenas capital de giro. A taxa de juros é de 0,9% ao mês.

Para ter acesso ao crédito, o empreendedor deve ter idade a partir de 18 anos e morar em João Pessoa há, no mínimo, seis meses. Não é preciso estar formalizado. Pessoas com nome nos cadastros de proteção ao crédito não podem obter empréstimo.

As inscrições podem ser feitas na Secretaria do Trabalho, na avenida Cardoso Vieira, 85, Varadouro, ou na de Ciência e Tecnologia, no Centro Administrativo Municipal. O proponente deve apresentar original e cópia de RG, CPF e comprovante de residência atual. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.