Economia e Negócios

Paraíba perde quase três mil postos de trabalho em dezembro de 2019, aponta Caged

Dados do Governo Federal mostram que Monteiro, no Cariri, teve a maior queda.




Paraíba perde mais 3 mil empregos no mês de dezembro, segundo Caged. (Foto: Divulgação)

A Paraíba perdeu 2.992 vagas de emprego em dezembro de 2019, segundo pesquisa do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Governo Federal, divulgada nesta sexta-feira (24). Os setores de serviços, de indústria de transformação e de construção civil foram os principais responsáveis pelo saldo negativo. Em contrapartida, nos últimos 12 meses, o saldo foi positivo de 6.154 novos postos de trabalho.

De acordo com o Caged, em toda a Paraíba foram 11.188 demissões no período, contra 8.196 admissões, uma redução de 0,73% vagas de emprego. Dentre os municípios paraibanos, o pior resultado obtive a cidade de Monteiro, com queda de 1,57% no número de empregos. Na outra ponta, Pombal registrou aumento de 1,57%.

Em relação aos setores, lidera a queda o setor de serviços, que contratou 3.646 pessoas, mas demitiu 5.852. Uma redução de 2.206 cargos (1,29% a menos). Percentualmente, o segundo colocado no número de demissões foi o de construção civil, respondendo por uma redução de 1,07%. Mas, em números absolutos, foram 309 vagas a menos (796 contratações e 1.105 demissões).

Com relação ao setor de indústria de transformação, a queda é a terceira maior em termos percentuais (de 0,85%), mas fica em segundo lugar em números absolutos (653 admissões, 1.259 desligamentos e 606 vagas a menos). Em sentido contrário, apenas três setores registram saldo positivo. Mas foram aumentos mínimos, insuficientes para reverter a situação.

O setor de agropecuária, por exemplo, contratou 241 pessoas e demitiu 191 pessoas. Aumento de 50 novas vagas de trabalho. Já o setor de comércio contratou 2.804 pessoas, mas demitiu 2.711 pessoas. Aumento de apenas 93 postos de trabalho (0,09%).

Apesar do encolhimento em dezembro, no acumulado do ano o saldo foi positivo. Ao longo dos doze meses de 2019 a Paraíba registrou 133.705 admissões, contra 127.551 demissões. Um saldo positivo de 6.154 vagas de trabalho, o que equivale a 1,52%. Em números absolutos, serviço (3.684 novas vagas), comércio (2.615) e agropecuária (853) impulsionaram os números para cima.

Por outro lado, indústria de transformação (com uma queda de 825 vagas) e construção civil ( com 363 a menos) foram os vilões no acumulado de 2019.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.