Economia e Negócios

Paraíba é segundo estado onde serviço de banda larga fixa mais cresceu em um ano

Contratos cresceram 17,69% no período, acima da média nacional de 8,63%.




A Paraíba é o estado que registrou o segundo maior crescimento do serviço de banda larga fixa entre agosto de 2017 e agosto deste ano, com o número de contratos crescendo 17,69% no período. Em todo o país, o desempenho só foi maior no Maranhão, com 22,1% de crescimento.

Os dados são da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e dão conta de que o comportamento do serviço na Paraíba ficou bem acima dos 8,63% da média nacional. No total, o país fechou agosto com 30,54 milhões de contratos de banda larga fixa ativos.

De acordo com os dados, as três maiores prestadoras do serviço concentram 74,34% do mercado. Em primeiro lugar vem a Claro. Com 9,23 milhões de contratos, a empresa possui 30,23% do mercado. A Vivo vem em seguida com 24,91% e 7,6 milhões de contratos e a Oi ocupa a terceira posição com 20,2% de participação e 6,17 milhões de contratos. Os pequenos provedores detêm 7,53 milhões de assinantes, o que representa 24,66% do total de contratos.

Em relação às três maiores prestadoras nacionais de banda larga fixa, apenas a Claro apresentou crescimento nos últimos 12 meses, mais 522 mil acessos (+5,99%). A Oi registrou redução de 218 mil contratos (-3,41%) e a Vivo menos 4 mil (-0,05%). As prestadoras de pequeno porte cresceram 2,13 milhões (+39,31%).

As principais tecnologias utilizadas para a transmissão de dados banda larga no Brasil são a xDSL, que utiliza a estrutura da telefonia fixa, que detém 41,35% do mercado, seguida do modem a cabo, relacionadas às prestadoras de TV por assinatura que possui 30,51% de participação e a fibra ótica, cuja participação no mercado é de 15,27%.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.