Economia e Negócios

Número de micro e pequenas empresas cresce 50% na PB

Número de empreendedores individuais passou de 75 mil para 112 mil; MPEs representam cerca de 97% das empresas formalizadas na PB.



Divulgação
Divulgação
Segundo o Sebrae, elevação das MPEs está atrelado ao crescimento das classes C,D e E

Cresce em 50% o número de micro e pequenas empresas (MPE) e de empreendedores individuais (EI) na Paraíba. De acordo com o Sebrae, o estado contabilizava 75 mil empresários destes portes em 2010. No entanto, em 2012, o número saltou para 112 mil paraibanos engajados em pequenos negócios. Para a gestora de estratégia da agência paraibana do Sebrae, Ivani Costa, esta elevação está atrelada ao crescimento das classes C, D e E – principais consumidoras das empresas deste porte.

“Com maior demanda, é natural que a oferta de empresas cresça. Serviços e Comércio são os setores com maior concentração de MPE na Paraíba. Outra razão se deve ao fato de que, na maioria dos casos, os investimentos necessários para a implantação de pequenos negócios são relativamente baixos e as tecnologias são de fácil acesso”, diz.

Segundo Ivani, as micro e pequenas empresas representam aproximadamente 97% das empresas formalizadas no estado e empregam quase 60% da mão de obra da Paraíba. Em 2011, as MPEs foram responsáveis por 88% dos novos empregos gerados no Estado, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho.

“As MPE têm fundamental importância para o crescimento econômico do país, pois promovem impacto na criação de emprego e renda e geram melhorias nas condições de vida da população, além de dinamizar a economia dos bairros e municípios, interiorizando o desenvolvimento. Em estados como a Paraíba, que não possuem grandes empresas, as MPE assumem ainda maior relevância”, destaca.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.