Economia e Negócios

Emprego recua 1,4% na região Nordeste

Emprego na indústria brasileira diminuiu em oito dos 14 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)




O emprego na indústria brasileira diminuiu em oito dos 14 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em fevereiro deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado.

O levantamento do IBGE destaca ainda que houve diminuição no pessoal ocupado nas indústrias da Região Nordeste (-1,4%), influenciada pela queda nos setores de calçados e couro (-6,7%), vestuário (-8,2%) e têxtil (-9,2%)
De acordo com dados da Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (Pimes), divulgada ontem, o principal impacto negativo partiu de São Paulo, onde o emprego industrial caiu 2,9% no período.

Nesse local, as demissões superaram as contratações em 15 dos 18 setores investigados, especialmente nas indústrias de produtos de metal (-11,9%), metalurgia básica (-16,8%), máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (-6,5%).

Em Santa Catarina (-1,3%), em função das perdas nos setores de madeira (-17,2%), vestuário (-4%) e têxtil (-5%); e do Ceará (-3,6%), pressionada por calçados de couro (-5%), vestuário (-4,9%) e têxtil (-9%).

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.