Economia e Negócios

Empreendedor faz sucesso com delivery de cuscuz no Brejo paraibano

Prato queridinho dos nordestinos virou oportunidade de negócios.




Diva viu no delivery oportunidade de negócios para vender o cuscuz em Pilões. Foto: Divulgação/Prefeitura de Pilões

Um prato tipicamente nordestino se tornou oportunidade de negócio para o empreendedor José Adinaldo Freire, mais conhecido como Diva. Ele, que mora em Pilões, no Brejo paraibano, após alguns negócios frustrados, decidiu se formalizar como Microempreendedor Individual (MEI) e lançou um delivery de cuscuz recheado na cidade. O ‘Cuscuz da Diva’, segundo o proprietário, já é um sucesso de vendas.

“Decidi lançar o delivery pois desejo que o cuscuz esteja nos melhores momentos de cada um, seja um simples lanche entre amigos e namorados, como uma reunião familiar todas as noites na mesa do jantar”, destaca Diva. Hoje, o Cuscuz da Diva abre às 05h da manhã, às 10h, e retorna às 15h, até às 22h, exceto nas quintas-feiras.

O empreendedor conta que sempre gostou em trabalhar na cozinha e cozinhava para grandes eventos como casamentos, aniversários e coquetéis que a prefeitura realizava, mas não era o suficiente, pois os eventos não aconteciam sempre. “Em 2017, entrei na Terça Cultural e o projeto abriu a minha mente para o mundo do empreendedorismo, hoje eu tenho o meu próprio ponto, o ‘Cuscuz da Diva'”, comentou.

O Projeto Terça Cultural, da Prefeitura Municipal de Pilões, foi criado pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Departamento de Cultura e Turismo, é uma feirinha que acontece todas as terças-feiras com produtos artesanais e gastronômicos, recebe a Diva para expor o seu cuscuz recheado com diversos sabores para agradar a todo tipo de público.

“A Terça Cultural foi um grande avanço em minha vida, foi lá onde criei a marca ‘Cuscuz da Diva’. Tentei comercializar vários produtos na gastronomia e levei alguns meses de insatisfação nas vendas, até os meus clientes pedirem para eu levar o cuscuz para a feirinha, pois todos eles tinham o desejo de jantar na feirinha na saída do trabalho. Foi a partir daí que eu comecei a vender o cuscuz recheado e deu certo. Foi um sucesso de vendas! Hoje não me vejo fora da projeto, mesmo depois da inauguração do meu ponto, pois a Terça Cultural é mãe do meu empreendimento”, frisou Diva.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.