Cultura

Zé Katimba apresenta show inédito em lançamento de sua biografia

Katimba saiu da Paraíba rumo ao Rio de Janeiro, fugindo da seca e da fome.



Divulgaçaõ/Zé Katimba
Divulgaçaõ/Zé Katimba
Zé Katimba é uma referência no samba, suas composições ganharam vida na voz de diversos intérpretes

O paraibano e um dos maiores expoentes do samba Zé Katimba terá sua biografia lançada no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (26). Durante o lançamento, o músico de 84 anos apresenta um show com repertório inédito e divide o palco com a musicista paraibana Lucy Alves e com o instrumentista André da Mata.

O livro-CD ‘Zé Katimba: antes de tudo um forte’, de Luiz Ricardo Leitão, tem a música e a resistência como ingredientes básicos. Segundo o professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e autor do ensaio biográfico Luiz Ricardo Leitão, a obra revela um pouco da luta pela sobrevivência travada pelo povo negro no Brasil ao longo do século XX.

"Alegoria viva do samba, criado nos morros cariocas, Katimba sempre padeceu com o desprezo das elites e a perseguição das forças policiais, tendo conseguido vencer a intolerância, provando a firmeza da fibra sertaneja", afirma.

Artista

Zé Katimba nasceu em 11 de novembro de 1932, em Guarabira, no Brejo paraibano. Fugindo da seca e da fome, ainda menino mudou-se para o Rio de Janeiro. Aos 16 anos, participou da fundação da escola de samba Imperatriz Leopoldinense, em 1959, em Ramos. Muitas foram as canções feitas pelo compositor destinadas à verde e branco, como "O teu cabelo não nega – Só dá lalá" (1981), que levou o campeonato da Sapucaí naquele ano, além de sucessos atemporais como “Martim Cererê” (1972), trilha sonora da novela de Dias Gomes, entre outros, fazendo valer ao artista o título de baluarte da escola.

As composições de Katimba foram imortalizadas na história do samba na voz de Martinho da Vila, Zeca Pagodinho, Emílio Santiago, Elimar Santos, Demônios da Garoa, João Nogueira, Agepê, Simone, Julio Iglesias, Alcione, Leci Brandão, Elza Soares, Jorge Aragão, além em sua própria voz. Ainda em sua trajetória artística, o músico virou personagem da novela Bandeira Dois, escrita pro Dias Gomes para a Rede Globo na década de 1970, no folhetim, Katimba era interpretado por Grande Otelo. O seu samba ‘Martin Cererê’, tema da novela, gravado pela Som Livre, vendeu 700 mil cópias.

Lançamento

O lançamento do ensaio biográfico de Zé Katimba acontece no Teatro Odylo Costa Filho, nesta quarta-feira (26), às 19h, que fica na Rua São Francisco Xavier, 524, campus Maracanã da UERJ, no Rio de Janeiro. A entrada é franca.

Autor

Luiz Ricardo Leitão é escritor, tradutor e professor associado da UERJ. Licenciado em Letras pela UFRJ (1983) e Doutor em Estudos Literários pela Universidad de La Habana (2002), publicou várias obras didáticas e ensaísticas, entre elas a "Gramática Crítica: o culto e o coloquial no português brasileiro" (2016, 5ª ed.), "Noel Rosa: Poeta da Vila, Cronista do Brasil" (2009) e “Aluísio Machado: Sambista de Fato, Rebelde por Direito” (2015).

A publicação é uma parceria do Departamento Cultural da universidade com a editora paulista Outras Expressões, em defesa da cultura popular brasileira. O CD encartado no livro, com direção de Ilana Linhales, reúne oito músicas, sendo seis inéditas. Entre elas, Bandeira da Fé, em coautoria com Martinho da Vila, em 1983.