Cultura

Variedade na mostra

Mostra ‘Noite de Estreia’ segue neste sábado (16) e domingo (17) com a exibição de quatro filmes de nacionalidades diferentes.



Reprodução/internet
Reprodução/internet
Motra acontece pela terceira vez; exibições acontecem no Box Cinépolis, do Manaíra Shopping

Noite de Estreia segue hoje e amanhã no Box Cinépolis (Manaíra Shopping), em João Pessoa, com quatro filmes de nacionalidades diferentes. Os ingressos custam R$ 15,00 (inteira) e R$ 7,50 (meia). Assista trailer dos fimes nos links ao lado.

Neste domingo, às 15h, terá a primeira exibição de A Febre do Rato, de Cláudio Assis (a segunda e última acontecerá dia 28, às 19h).

Zizo (Irandhir Santos, de Tropa de Elite 2) é um poeta inconformado e anarquista, que banca a publicação de seu tabloide. Em seu mundo particular, onde o sexo é tão corriqueiro quanto a maconha, ele conhece Eneida (Nanda Costa, a Morena da telenovela Salve Jorge). Apesar do forte desejo por ela, a garota recusa ter relações sexuais, transformando a vida do poeta.

Assim como as outras produções do diretor pernambucano, a fotografia é do paraibano Walter Carvalho. O elenco ainda conta com Matheus Nachtergaele (Amarelo Manga, Baixio das Bestas) e Maria Gladys (Tudo que Deus Criou).

Depois do filme nacional, o argentino Infância Clandestina ganha sua primeira sessão às 17h (o longa também passará na mostra nos dias 20, às 19h, e 23, às 15h).

A produção platina mostra um garoto (o estreante Teo Gutiérrez Romero) que precisa manter as aparências pelo bem da família, que luta contra a ditadura militar da Argentina no final dos anos 1970.

Na segunda-feira, às 19h, o filme da mostra será Fausto, versão do russo Alexandr Sokurov (que passará novamente dia 25, às 21h).

Grande vencedor do Festival de Veneza 2011, o longa é uma adaptação da famosa e homônima obra do escritor alemão Goethe, onde um brilhante doutor desiludido aceita pacto com um comerciante diabólico em troca de prestígio e do amor.

Em 2002, Sokurov ficou famoso por dirigir a Arca Russa. O filme narra a história da Rússia entre os séculos 18 e 19 em uma jornada de apenas um plano-sequência, que dura 97 minutos e atravessa 35 salas do museu Hermitage de São Petersburgo.

Amanhã ainda terá o drama francês As Neves do Kilimanjaro, às 21h (os mesmos horários do dia 21 e 22).

O filme de Robert Guédiguian (O Último Mitterrand) traz a história de um casal (Jean-Pierre Darroussin e Ariane Ascaride) que vive junto há 30 anos e compartilham o sonho de conhecer o monte Kilimanjaro. Mas os planos se desfazem quando eles são violentamente assaltados, perdendo todo o dinheiro para a viagem. O casal fica mais chocado quando descobre o autor do crime.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.