Cultura

Turma do Morro: quadrinista de João Pessoa recria personagens de Maurício de Sousa

Gabriel Jardim se inspirou na cultura funk para recriar a Turma da Mônica.




Monicat, versão de Mônica por Gabriel Jardim

A Turma da Mônica ganhou o Brasil com suas histórias em quadrinhos sobre uma grupo de amigos da rua do Limoeiro. Agora pelos traços do quadrinista de João Pessoa Gabriel Jardim, a turma aparece repaginada, com traços da cultura do funk. O resultado foi uma grande repercussão na internet. Foram mais de 70 mil likes no Twitter e 25 mil retweets.


A inspiração surgiu na versão que o também quadrinista Gabriel Picolo fez dos Jovens Titãs, da DC. Os personagens foram recriados como adolescentes contemporâneos da cultura americana. “Eu sempre acompanhei esse trabalho dele”. Outra inspiração foi a série em que rappers brasileiros viraram super-heróis, feita por Wagner Loud e Gil Santos.

“Eu pensei ‘por que não juntar os dois maiores ícones do Brasil?'”, disse Gabriel se referindo à Turma da Mônica e a cultura funk. “Decidi fazer os personagens como se fossem moradores de morro”.

Para recriar os personagens, Gabriel se inspirou em cantores conhecidos. O Cascão foi inspirado no MC Guimê e virou o MC Cascão. Ele aparece com tatuagens, corrente no pescoço e cabelos descoloridos. Sempre mantendo a essência do personagem, tem tatuagem em homenagem a Cascuda e ao Limoeiro.

Para Magali, o quadrinista usou como referência a MC Pocahontas e transformou ela na Maga Li. Ela também é MC, possui um tatuagens que lembram seu talento para comer e usa um boné aba reta.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Maga Li #digitalpaiting #digitalart #turmadamonica #magali #turmadomorro #funk #funkeira #favela

Uma publicação compartilhada por Gabriel Jardim (@ogabrieljardim) em

Cebolinha é o DJ Cebola, com um boné que imita seus cinco fios de cabelo, como uma logomarca. Ele se inspirou no DJ Kalfani, filho de KL Jay, dos Racionais.

A protagonista da história, Mônica, virou Monicat, com shortinho curto, piercing e tatuagens. Sansão aparece na bolsa. A inspiração para ela foi a cantora Anitta.

O jovem pretende fazer uma fanfic com a Turma do Morro. “Eu quero fazer outros personagens, mas, por enquanto quero focar só nos quatro principais”, revelou Gabriel. Ele está produzindo novas ilustrações, explorando cenas do cotidiano.

Apoio

A aceitação do público foi instantânea. Em média, cada personagem tem 900 likes no Instagram, fora as interações alcançadas no Twitter. “Eu não esperava que fosse tomar essa proporção”. Além do público dele, o quadrinista que serviu de inspiração para Gabriel parabenizou o trabalho do jovem.

Outro apoio importante para o projeto de Gabriel foi de Mike Deodato, conhecido por trabalhar na Marvel. Gabriel conheceu Deodato desde criança e cresceu trocando e-mails com ele. “Ele foi minha principal inspiração para entrar nos quadrinhos”.

Publicações

O jovem quadrinista já possui quatro publicações. “Comecei a carreira de quadrinista independente em 2014, com o ‘Café’, lembrou. O livro foi indicado ao troféu HQmix de novo talento desenhista no ano seguinte. Depois disso, ele lançou ‘De dentro da couraça’, em 2015, e ‘Matrioska’ em 2015. O último lançamento foi ‘Mizera’, publicado em 2018 por meio de financiamento coletivo.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.