Cultura

Tiago Iorc volta à Paraíba com o show da turnê ‘Troco Likes’

Cantor se apresenta hoje em João Pessoa e amanhã toca em Campina Grande.




Cantor e compositor brasiliense de raízes gaúchas, Tiago Iorc se tornou um querido na música pop. Com canções em novelas – como a releitura para o ‘What a wonderful world’, na abertura de Sete Vidas – ele mostrou o quanto é popular na Paraíba quando fez shows lotados em João Pessoa e Campina Grande, em 2014.

Um ano depois, o músico de 29 anos volta para mais uma dobradinha, hoje na capital, às 20h, na Estação Cabo Branco, e amanhã em Campina Grande, no Teatro Severino Cabral, às 20h30. Os ingressos custam R$ 100,00 (inteira) e R$ 50,00 (meia).

Iorc volta com disco novo e velhos hits. “Eu tento deixar o show o mais interativo possível: ouvir o que as pessoas estão querendo ouvir e tentar encaixar (as músicas) no repertório”, afirma o cantor, por telefone. No palco, ele e o violão embalam o show com um apanhado dos quatro álbuns, incluindo Troco Likes, que acaba de ser lançado pela Som Livre.

O título, segundo ele, é uma observação do que ocorre nas redes sociais. “Troco ‘likes’ virou quase um comércio dessa carência, do ‘por favor, goste de mim que aí sim, eu gosto de você’. Então é mais uma brincadeira e uma análise dessa carência humana que está muito mais saliente nas redes sociais”, comenta o músico, que não é fã de trocar ‘likes’ na internet.

O disco é o primeiro de Iorc completamente em português. “Eu fui reparando, ao longo desses anos fazendo shows, que as músicas em português davam um abraço maior no publico”, comenta.
A veia gaúcha pulsa no novo repertório. Além de uma parceria com Humberto Gessinger (‘Alexandria’, que abre disco), Tiago regravou ‘Bossa’, do trio Cidadão Quem (a faixa está em Spermatozoon, um dos álbuns favoritos dele – veja no QR Code).

“Minhas referências artísticas e musicais lá do Rio Grande do Sul são muito fortes, do Engenheiros do Hawaii, do Cidadão Quem. E ser compositor e músico me permitiu dividir músicas e palco, hoje, com as pessoas que eu admirava quando era mais novo”.  


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.