Ariano Suassuna

PB decreta luto de três dias pela morte de Ariano Suassuna

Ritual segue o padrão destinado aos chefes de Estado e homenagens fazem jus ao escritor.




O governo da Paraíba decretou, na quarta-feira (23), luto oficial de três dias pela morte do escritor e dramaturgo Ariano Suassuna.

De acordo com o decreto nº 35.194, o ritual póstumo de Ariano Suassuna segue o mesmo padrão destinado aos chefes de Estado e as homenagens fazem jus à “trajetória profissional do escritor".

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, lamentou a morte do escritor. “Ariano, que por tantos anos nos fez rir, nos obriga a chorar o último capítulo de sua premiada trajetória. Mas não nos impede, ao mesmo tempo, de reverenciar o brilhantismo de sua existência, já que, segundo o próprio, o homem nasceu para a imortalidade. A morte foi um acidente de percurso".

Ariano Suassuna morreu nesta quarta-feira (23), aos 87 anos. Ele estava internado desde a noite de segunda-feira (21) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Português, em Recife, onde foi submetido a uma cirurgia na mesma noite após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) do tipo hemorrágico. Segundo a unidade hospitalar, Ariano sofreu uma parada cardíaca, às 17h15.  


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.