Ariano Suassuna

OAB lamenta a morte de Ariano Suassuna

OAB nacional emitiu nota lamentando a morte do escritor paraibano Ariano Suassuna. 




Em nome de toda a advocacia, o presidente do Conselho Federal da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, lamentou a morte do advogado, dramaturgo, romancista e poeta Ariano Suassuna. Em 1946, o escritor iniciou o curso de direito na Faculdade de Recife.

Dentre as características marcantes de Suassuna, Marcus Vinicius exaltou o talento e o fascínio pela cultura nordestina. “O paraibano Ariano Suassuna foi um homem sempre à frente do seu tempo. Seu talento não era apenas artístico, mas também jurídico, pois por muitos anos dedicou-se à advocacia. Sabia como poucos retratar o Nordeste em suas peças, autos e poemas. Uma perda inestimável”, lamentou o presidente nacional da OAB.

O PSB também publicou nota lamentando a morte de Ariano Suassuna. Ele era presidente de honra do partido. “Hoje o país perdeu um gigante da cultura, da política e da nacionalidade. Eu perdi uma referência de vida e um grande amigo. Para o Brasil Ariano viverá na obra que deixou. Para nós, que com ele tivemos o privilégio de conviver, ficará a memória de belos tempos e o imenso vazio da saudade", afirmou Eduardo Campos, presidente nacional do PSB.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.