Cultura

O retorno dos ‘esquecidos’

Com duas sessões diárias a partir desta sexta-feira (15), projeto Noite de Estreia traz filmes que ficaram fora das estreias nos cinemas paraibanos.



Fotos: divulgação
Fotos: divulgação
Abertura da mostra será com o clássico do documentário nacional Cabra Marcado para Morrer

A partir desta sexta-feira até o final deste mês, acontecerá no Box Cinépolis (Manaíra Shopping), em João Pessoa, a 3ª edição do projeto Noite de Estreia, mostra que traz filmes que entraram em cartaz no circuito nacional, mas não estrearam na Paraíba.

Até o dia 28 serão duas sessões diárias, sendo sessões às 19h e 21h de segunda a sexta-feira, e às 15h e 17h nos sábados e domingos. Cada longa-metragem passará pelo menos duas vezes ao longo da programação (confira programação). Durante o período da mostra serão cobrados os ingressos nos valores de R$ 15,00 (inteira) e R$ 7,50 (meia).

Nesta sexta-feira, às 19h, a abertura da mostra será com o clássico do documentário nacional Cabra Marcado para Morrer (Brasil, 1984), versão recentemente restaurada e inédita nas telonas paraibanas. A próxima sessão do filme dirigido por Eduardo Coutinho será no dia 24, às 17h.

Cabra Marcado… mostra a trajetória de uma ficção dirigida por Coutinho que narrava a história do líder sindicalista paraibano João Pedro Teixeira, assassinado por ordem de latifundiários locais. Após o filme ser interrompido devido ao Golpe Militar de 1964, o diretor retoma como documentário no começo dos anos 1980, durante a abertura política, para achar a viúva de João Pedro, Elizabeth Teixeira, também foragida do regime ditatorial brasileiro.

Já às 21h, será exibido o novo trabalho do cineasta Christophe Honoré, Bem Amadas (Les Bien-Aimés, França, 2012), estrelado por Catherine Deneuve e Chiara Mastroianni. A comédia com toques dramáticos do realizador de A Bela Junie (2008) será exibida novamente nos dias 23 (às 17h) e 26 (às 19h).

O longa aborda a história dos relacionamentos amorosos de Madeleine (Deneuve) e sua filha (Chiara, que realmente é a filha da atriz com o ator italiano Marcello Mastroianni), de Paris na década de 1960 à Londres dos anos 2000.

DIVERSIDADE

“A Noite de Estreia chega agora a sua terceira edição ampliando o número de filmes e diversificando os títulos, trazendo o cinema nacional recente como a produção pernambucana”, analisa o criador e organizador do projeto, Roberto Nunes.

Na 1ª edição, realizada em fevereiro de 2012, foram selecionados sete filmes distribuídos em 14 sessões no período de uma semana.

Já a 2ª mostra, ocorrida logo depois, em março do mesmo ano, manteve o mesmo número de longas, mas com 16 exibições durante uma semana.

“Oito países são contemplados com outros títulos, filmes latinos de cinematografias importantes como a argentina e a chilena. O cinema norte-americano de baixo orçamento – como As Vantagens de ser Invisível – e o cinema europeu autoral”.

De acordo com o organizador, todos os longas-metragens da mostra serão exibidos em película 35mm. “Não é fácil reunir 11 títulos para exibir em duas semanas”, aponta. “São custos bem elevados que deverão ser pagos na bilheteria, sem apoio público ou privado”.

Além da Noite de Estreia, Roberto Nunes também estava coordenando a exibição semanal de um filme ‘off-Hollywood’ no circuito com o projeto Cine Arte JP.

“A retomada desse projeto depende muito da boa vontade da rede mexicana Cinépolis”, garante Roberto Nunes. “Em 2012 chegamos a passar alguns filmes e temos a intenção de voltar com eles a partir de março”.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.