Cultura


Convidados se irritam com mulher da plateia no 'Encontro'

Programa desta sexta-feira (6) teve debate entre atores e senhora.




Reprodução
Reprodução
Atores Andreia Horta e Bruno Ferrari foram os convidados do programa 'Encontro'

O Encontro com Fátima Bernardes, que está sendo apresentado por Ana Furtado e Lair Renó durante as férais da jornalista, teve uma saia justa entre a plateia e os convidados nesta sexta-feira (6).

O atrito aconteceu durante um debate sobre a censura de obras de arte no Brasil. O tema veio à tona por causa da polêmica gerada na internet a partir de um vídeo mostrando uma criança em contato com uma performance artística de um homem nu, que aconteceu no Museu de Arte Moderna, em São Paulo.

"Eu não sou contra a arte, mas sou contra a exposição da criança ali daquela forma", afirmou uma mulher da plateia, para o desconforto dos atores Andreia Horta e Bruno Ferrari. "Eu sou contra a mãe que levou a criança, porque um adulto, tudo bem, mas será que essa criança foi preparada?", completou.

Ao ser questionada sobre a opinião da senhora, Andreia Horta se esquivou. "Prefiro não comentar".

Já o ator Bruno Ferrari rebateu a fala da mulher e perguntou qual seria o tipo de exposição sofrida pela criança. "Ao nu mesmo e tocando ali. Pra quem assistiu não foi legal, pra quem estava em casa, como eu. Entendeu?", respondeu a aposentada.

Neste momento, Andreia resolveu interceder e relatou as ofensas que sofreu nas redes sociais depois de se posicionar a favor da performance. "Direito à opinião é liberdade. Todo mundo tem que ter direito a tudo. O que não posso é obrigar você a pensar como eu e nem o contrário. Não estamos conseguindo ter discussões abertas sobre as coisas. As opiniões estão reduzidas às redes sociais. Virou uma arena sangrenta, onde as pessoas ofendem", disse a artista.

"Eu coloquei minha opinião lá e fui ofendida de todas as maneiras possíveis. O que as pessoas viram, no vídeo, não estava à altura do que estava acontecendo na exposição. A exposição é absolutamente delicada. A performance dele é extramamente delicada, não tinha nada de violento ou pornográfico. Há uma distorção muito grave do que houve ali, tomando proporções inacreditáveis. É terrível que um corpo nu seja um choque, inclusive para o brasileiro", continuou.

Ao ver que a mulher da plateia continuava a querer discutir com os atores, Ana Furtado preferiu encerrar o debate, afirmando que a criança estava acompanhada da mãe.