Cultura


'Som Nascente' estreia neste sábado na Cabo Branco FM

Programa sobre a música autoral da Paraíba será apresentado por Gi Ismael e Diogo Almeida.




Daniel Sousa/TV Cabo Branco
Daniel Sousa/TV Cabo Branco
Gi Ismael divide a apresentação com Diogo Almeida que vão bater um papo sobre a música que é feita por paraibanos

Aumente o som que a música 100% paraibana vai invadir o rádio. Neste sábado (30), a Cabo Branco FM estreia Som Nascente, programa conhecido no G1 Paraíba que liga a caixa para as novas bandas autorais do estado. Às 17h, o formato chega a 91,5 FM, no estilo podcast, para conversar com os ouvintes sobre os grupos e artistas que não abrem mão de investir em composições próprias.

Sucesso na internet, o Som Nascente ganha cara nova. Desta vez, Gi Ismael divide a apresentação com Diogo Almeida que, juntos, vão bater um papo sobre a música que é feita por paraibanos de nascimento e também de coração. Na première, por exemplo, a dupla fará uma retrospectiva da participação de Polyana Resende, Os Fulano e Yanca Medeiros, três atrações que participaram da primeira temporada do webprograma.

Na Cabo Branco FM, o projeto terá duração de 15 minutos e trará conteúdos exclusivos, como bastidores das gravações, curiosidades dos convidados e entrevistas, além de muita música, claro.

“É um orgulho fazer parte dessa equipe. Fico muito feliz porque vemos que a ideia tem repercutido e ajudado a movimentar a cena autoral da cidade. A galera manda muito material pra gente”, comemorou Gi, que já é figura conhecida dos telespectadores. A jovem jornalista é repórter de cultura do JPB 1ª Edição, à frente do quadro ‘Qual é a boa?’. Ela também comanda a agenda cultural da CBN João Pessoa. Nas horas vagas, ainda é DJ nas noites pessoenses.

Estreante no rádio, Diogo Almeida é uma das mentes pensantes atrás do Som Nascente. Produtor e diretor do webprograma, ele ainda é repórter do G1 Paraíba. Atrelando jornalismo e música, suas duas paixões, o campinense é baixista da banda Four Axes. “Esse desafio é, de cara, curioso. O rádio é fascinante porque você estimula sensações por meio da voz. Está sendo muito legal e estou curtindo muito fazer”, disse Diogo.

A gerente de Programação da Cabo Branco FM, Edilane Araújo, falou que a proposta do programa reforça o espaço dado pela emissora para a música paraibana. “É um trabalho que já fazemos, mas que agora abrimos o espectro para diversos ritmos. No Som Nascente, o público vai conhecer muita coisa boa que estão produzindo por aqui. Diogo e Gi já fazem isso muito bem na internet e agora chegam para agregar”, concluiu.