Cultura


Orquestra Sinfônica de João Pessoa se apresenta no Centro Cultural Ariano Suassuna

Concerto terá a regência do maestro Laércio Diniz e participação do solista Iberê Carvalho.




Divulgação/Secom-JP
Divulgação/Secom-JP
Apresentação acontece do Centro Cultural Ariano Suassuna, anexo ao Tribunal de Contas do Estado

Dando continuidade a temporada de concertos 2017, a Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa (OSMJP) se apresenta neste sábado (8), no auditório Celso Furtado, no Centro Cultural Ariano Suassuna, anexo ao Tribunal de Contas do Estado, em Jaguaribe.O concerto acontece a partir das 18h, conta com a regência do maestro Laércio Diniz e com a participação especial do solista paraibano Iberê Carvalho. A entrada é gratuita.

O programa executará obras dos compositores Paulo Gazzaneo, Radames Gnattali e Beethoven (confira programa abaixo). “A suíte brasileira ‘Instantâneos’ retrata pequenos flashes de alguns ritmos da música brasileira, utilizando-se da textura musical tonal utilizada pelos compositores brasileiros do século XIX, resgatando a memória de alguns autores como Francisco Braga e Alberto Nepomuceno”, ressaltou o maestro Laércio Diniz.

Em seguida, a Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa apresenta o ‘Concerto para viola e cordas’, que foi dedicado por Radamés Gnattali ao violista húngaro Perez Dworecki. Considerado um dos mais importantes concertos para viola do repertório brasileiro, é estruturado em três movimentos e tem características neoclássicas. “Neste trecho, teremos a participação do solista paraibano Iberê Carvalho, que hoje reside em Berlim e representa a Paraíba na Europa”, disse.

Na terceira e última etapa do programa, os músicos fazem uma homenagem a Ludwig van Beethoven, com sua Sinfonia n° 8. “Ser a mais curta de suas sinfonias e não possuir um movimento lento são algumas características da sinfonia n° 8, que foi recebida pelo público como um retorno aos padrões sinfônicos clássicos. Uma obra que guarda tesouros inestimáveis escondidos em cada movimento”, afirmou o maestro.

Maestro

Laércio Diniz é maestro e diretor artístico da Orquestra Filarmônica do Brasil “FIBRA” e da orquestra de época “Engenho Barroco”, em 2011 assume a regência da orquestra holandesa New NetherlandsOrchestra” (formada por músicos da Orquestra Filarmônica da Radio Holandesa) com a qual grava o seu primeiro DVD pelo selo “Aureus records”. Em 2013, assume a Regência e direção artística da recém criada Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa e a direção artística do primeiro Festival Internacional de Música Clássica de João Pessoa.

Solista

Natural de João Pessoa, Iberê Carvalho, iniciou seus estudos de violino com a professora Ana Elizabeth no método Suzuki e de viola aos 14 anos com o professor Magno Job. Ingressou em 2010 no curso de Bacharelado em Viola na Universidade Federal de Minas Gerais sob a orientação do professor Carlos Aleixo, e pertencendo a classe de música de Câmara dos professores Celina Szvrinsk e Miguel Rosselini. Participou de importantes festivais no Brasil e máster classes com professores renomados de viola no Brasil e no mundo. Desde 2015, Iberê Carvalho reside na Alemanha, onde aperfeiçoa seus estudos com renomados professores e representa a Paraíba na Europa.