Cultura


Teatro Minerva de Areia está abandonado por falta de manuntenção

Casa de Espetáculo foi a primeira da Paraíba, inaugurada em 1859.




Divulgação
Divulgação
Calçada teve parte dos ladrilhos retirada depois que um caminhão estacionou em cima

Considerado a primeira casa de espetáculo da Paraíba, o Teatro Minerva, que se localiza em Areia, no Brejo do Estado, está com sinais de desgaste por falta de manutenção e não realizam mais espetáculo. Por motivos de segurança, ensaios e apresentações estão proibidos no local. Inaugurado em 1859, o teatro foi construído no estilo barroco. 

Segundo os moradores, há pelo menos dois anos, os problemas começaram a aparecer. Por fora, a fachada está suja e cheia de manchas. A calçada, que passou recentemente por uma obra de restauração, teve parte dos ladrilhos retirada depois que um caminhão estacionou em cima.
 
 
Por dentro, as 53 cadeiras na plateia até estão conservadas, mas o palco ficou praticamente sem tablado. "Nós temos vários visitantes. Temos da criança ao idoso. Não pode subir no palco como antigamente, porque a estrutura não está legal. Então, se uma criança ou um idoso sobe, a escada também não é firme. Não tem condições", diz a atriz Fran Santos. O teto, sustentado por colunas, está comprometido por cupins. Os moradores temem que o prédio histórico venha a desabar. 
 
Diante da situação, os ensaios no prédio foram suspensos. "O novo diretor do teatro pediu que a gente parasse por causa da estrutura. E aí impossibilitou todos os grupos e atores de ensaiar aqui. Eles disseram que ia ter uma reforma, que não teve até hoje", conta o ator Tarciano Tangram.
 
O Teatro Minerva era administrado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), que informou que o contrato com o governo estadual foi encerrado no ano passado e, desde então, não é responsável pela gestão do teatro.
 
A equipe de reportagem procurou o secretário de Cultura, Lau Siqueira, que disse que não foi informado pela UFPB sobre o encerramento do contrato, mas que vai conversar com a reitoria para saber se há interesse em renová-lo. Caso contrário, ele afirmou que tentará angariar recursos para promover a reforma do prédio.