Cultura


Lançamento do Troféu Gonzagão reúne autoridades e empresários

Evento, que está na 9ª edição, acontece anualmente em Campina Grande.




Divulgação
Divulgação
Prefeito Luciano Cartaxo e primeira-dama prestigiaram o lançamento do prêmio

Pela primeira vez, nesta quinta-feira (26), o Troféu Gonzagão foi lançando em João Pessoa, fora da cidade do Maior São João do Mundo, local onde surgiu. Em sua 9ª edição o evento reuniu grandes nomes do forró, como Pinto do Acordeom, Antônio Barros e Cecéu, Os Gonzagas e o acordeonista Mahatma Costa. Além disso, marcaram presença autoridades e representantes da imprensa do estado.

Uma das organizadoras da premiação, Rilávia Cardoso destacou a alegria em realizar o lançamento de prêmio em João Pessoa para promover uma descentralização. “Nossa intenção é apresentar à imprensa da Capital, parceiros, autoridades, músicos e convidados e mostrar que, mesmo tento nascido em Campina Grande, o troféu é um evento de todo o estado”, ressaltou.

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, também prestigiou o lançamento. “Recebo esse lançamento com imensa alegria. É um evento que tem uma raiz muito forte no Nordeste como um todo. O troféu Gonzagão é uma oportunidade de valorizar quem faz música no Nordeste brasileiro e estamos felizes em sermos os anfitriãos deste ano”, exaltou.

O homenageado do 9º prêmio Troféu Gonzagão é o cantor e compositor paraibano de Taperoá Abdias dos 8 baixos, por sua contribuição ao forró nordestino. “Depois de Gonzaga, falando musicalmente, Abdias foi uma das pessoas que teve uma visão muito grande em relação as músicas nordestinas, e eu agradeço a Deus, primeiramente, e agradeço a ele Abdias pelas escolhas de quase todos os repertórios dos discos que a dupla Antônio Barros e Cecéu já gravou”, exaltou Antônio Barros, que faz dupla com a cantora Cecéu.

Sobre o Troféu Gonzagão

A 9ª edição do Prêmio Troféu Gonzagão, também conhecido como o “Oscar” do Forró, será realizado no dia 10 de Maio em Campina Grande. O prêmio este fará homenagem póstuma a Abdias dos 8 baixos (1933-1991), músico e compositor de Taperoá, no cariri paraibano, que contribuiu para o crescimento da música nordestina, quando produtor da gravadora CBS, que foi uma das maiores do país. Ele também foi marido da cantora Marinês e pai do grande maestro Marquinhos Farias, que também será o maestro do evento juntamente com Adelson Viana, dois expoentes da área.

Também serão homenageados no prêmio deste ano o canto e compositor pernambucano Geraldo Azevedo, além do Quinteto Violado, conjunto instrumental-vocal do Recife-PE que engradece a música brasileira desde 1970.