Cultura

Cineasta paraibano Manfredo Caldas morre, aos 69 anos, em Brasília

Segundo familiareas, Manfredo estava caído próximo à mesa do escritório.



Morreu nesta sexta-feira (25) o cineasta paraibano Manfredo Caldas, em Brasília, onde residia com a família. De acordo com os familiares, ele estava sozinho em casa e quando a esposa chegou, por volta das 21h, Manfredo estava caído próximo à mesa do escritório.

A ambulância foi acionada, mas a médica informou que o cineasta já estava morto há pelo menos cinco horas. Até às 14h não havia informações sobre a causa da morte de Manfredo, mas a suspeita é de infarto fulminante.

O cineasta Manfredo Caldas era natural da cidade de João Pessoa e tinha 69 anos. Ele foi roteirista e diretor de várias produções cinematográficas, além de ajudar a fundar a Associação Brasileira de Documentaristas e o Núcleo de Documentação Cinematográfica da UFPB (NUDOC).

O último filme produzido por Manfredo, Vaqueiro Voador, foi também roteirizado e dirigido por ele, com a protagonização de Luis Carlos Vasconcelos. O velório do cineasta deve acontecer neste domingo (27), em Brasília.