Cultura

Cinco paraibanas estão entre as 100 melhores artesãs do Brasil

Evento é conhecido como 'Oscar do Artesanato' e vai reunir profissionais de todo o país. 



Reprodução/TV Paraíba
Reprodução/TV Paraíba
Artesãs vão montar um showroom para promover as peças

Cinco artesãs paraibanas vão ser premiadas nesta quarta-feira (23), em uma cerimônia do Prêmio Sebrae Top 100 de Artesanato, que acontece no Rio de Janeiro. O evento premia os 100 melhores artesãos do Brasil. Da Paraíba, foram escolhidas a artesã Elizabeth Paz e as Sereias da Penha, ambas de João Pessoa, a Cia da Arte, de Campina Grande, a Terra do Sol, de Gurinhém e As Cabritas de Boa Vista, da cidade de Boa Vista. Entre os cem vencedores há representantes de 22 unidades da federação.

A cerimônia de premiação será no no Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB), no Rio de Janeiro. O evento vai reunir artesãos de todo o país escolhidos por especialistas em artesanato e gestão, como os mais competitivos do Brasil.

As unidades vencedoras foram selecionadas com base em 11 critérios de avaliação: práticas de inovação; qualidade dos produtos; identidade e compromisso cultural; embalagem; condições de trabalho; sustentabilidade ambiental; organização da produção; adequação econômica dos produtos; práticas comerciais; responsabilidade social; e planejamento e gestão.

Além de premiar e oferecer vantagem competitiva, o Top 100 se propõe a identificar as melhores práticas de gestão, promover benchmarking entre as unidades produtivas, e fomentar a promoção comercial e a geração de negócios. Nos dois dias posteriores à cerimônia, 24 e 25, será realizado um encontro de negócios onde os representantes das unidades vencedoras irão negociar a venda dos seus produtos com 50 compradores nacionais e 11 internacionais, vindos da Europa e Estados Unidos, levados ao CRAB por um acordo de cooperação geral firmado entre o Sebrae e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex Brasil).

Durante os três dias em que os artesãos estarão reunidos no Rio de Janeiro, um showroom com 300 peças das unidades vencedoras do Top 100 será montado no CRAB para expor as peças para os possíveis compradores. “Esta premiação é mais uma oportunidade de reconhecimento do nosso artesanato”, disse a analista técnica do Sebrae Paraíba, Maísa Duarte.

Histórico

O Top 100 de Artesanato foi criado em 2006, a partir da necessidade de apontar novas abordagens de estímulo à produção artesanal brasileira. Na sua primeira edição, o prêmio recebeu 585 inscrições. A segunda edição, em 2009, contou com 1.000 inscritos e, na terceira, em 2011, foram 1.826 inscritos, sendo 90 da Paraíba. Agora, na quarta edição, foram 2.145 inscritos nacionalmente e 84 na Paraíba.

O estado paraibano já tem um histórico de reconhecimento no Top 100 de Artesanato. Nas três últimas edições da premiação, a Paraíba teve 25 trabalhos vencedores. Em 2011, o labirinto, a renda renascença, o algodão colorido e o bordado cheio foram reconhecidos pelo Prêmio.