Cultura

'Verdades Secretas' conquista o Emmy Internacional

Grazi Massafera e Alexandre Nero também concorriam, mas não levaram.



Divulgação
Divulgação
Autor Walcyr Carrasco comemorou a conquista com parte do elenco da produção

A produção brasileira "Verdades secretas", exibida pela TV Globo, ganhou nesta segunda-feira (21) o Emmy Internacional de melhor novela. A cerimônia de entrega do prêmio, organizado pela Academia Internacional de Artes & Ciências Televisivas, aconteceu em Nova York, nos Estados Unidos.

Com autoria de Walcyr Carrasco e direção artística de Mauro Mendonça Filho, "Verdades secretas" concorria com outra produção da emissora, "A regra do jogo", de João Emanuel Carneiro. Também disputavam uma produção canadense e outra filipina.

"'Verdades secretas' foi uma novela onde mergulhei profundamente, um trabalho feito com a alma", afirmou Carrasco, que foi ao palco da premiação acompanhado das atrizes Camila Queiroz, Grazi Massafera, Guilhermina Guinle e Agatha Moreira, dos diretores-gerais André Felipe Binder e Natalia Grimberg, do diretor Allan Fiterman e da produtora de elenco Bruna Bueno.

O autor citou que a trama "foi uma novela inovadora, que trouxe assuntos polêmicos, como a prostituição no mundo da moda – o famoso book rosa – e a destruição humana causada pelo crack". E concluiu: "Foi libertador escrevê-la. Em si só, uma viagem profunda ao meu interior como artista".

Ao todo, a Globo tinha seis nomes entre os indicados ao prêmio, em cinco categorias diferentes.

Grazi Massafera ("Verdades secretas") e Alexandre Nero ("A regra do jogo") estavam entre os concorrentes aos prêmios de melhor atriz e ator. Os vencedores foram americano Dustin Hoffman ("Roald Dahl's esio trot") e a atriz britânica Christiane Paul ("Under the radar").

O humorístico "Zorra", reformulado no ano passado, foi indicado a melhor série de comédia e perdeu para a produção britânica "Hoff the Record".

Ainda disputou o prêmio na noite "Os experientes", coprodução da Globo com a O2 Filmes, indicada a melhor minissérie, que que perdeu para "Capital", da BBC.

Pelo Brasil, também concorria "Adotada", da MTV, na categoria melhor programa de entretenimento não roteirizado. A produção suíça "Allt För Sverige" venceu a categoria.