Cultura

Fest-Aruandinha promove workshop gratuito de animação



Divulgação
Divulgação
Curso será ministrado pelo diretor e roteirista Frederico Pinto, de As Aventuras do Avião Vermelho

O I Fest-Aruandinha promoverá, como parte de sua programação, o workshop "Animação no Brasil: tendências e desafios", com o diretor e roteirista Frederico Pinto, de As Aventuras do Avião Vermelho. Voltado para produtores e realizadores locais, bem como estudantes que queiram trabalhar com animação, o workshop ocorrerá às 19h desta terça-feira (11), na sala Vladimir Carvalho, da Usina Cultural Energisa. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do e-mail festaruanda@gmail.com.

O festival teve sua estreia no último sábado (8), com exibição do longa-metragem de animação As Aventuras do Avião Vermelho, na Usina Cultural Energisa. Nesta segunda-feira, a programação segue com o lançamento da adaptação Pequeno Príncipe no Planeta Terra, de Carlos Gomes, às 10h30 no Cinépolis Manaíra Shopping, seguido de nova exibição da animação de Frederico Pinto. O evento se estende até a próxima sexta-feira. Confira a programação completa aqui.

Sobre o ministrante - Frederico Pinto: Diretor e roteirista. Desde 2002 tem voltado grande parte de seu trabalho para o público infanto-juvenil, dirigido diversas obras em animação, documentário e ficção para esse segmento. De 2006 à 2009, foi professor de roteiro e direção do curso de Produção Audiovisual da Universidade Luterana do Brasil. Em 2014, lançou o longa As Aventuras do Avião Vermelho, uma adaptação do livro infantil de Erico Verissimo para desenho animado. Em 2015, foi supervisor de história da primeira temporada de Dino Aventuras, série infantil exibida no Brasil pela Disney Jr. e comercializada para diversos países da Europa e América Latina. Atualmente é consultor de roteiro da série animada Tainá. Além de seus trabalhos para o público infantojuvenil, também dirigiu o curta De lá pra cá (prêmio especial do júri no Festival de Bilbao) e o documentário Balões, Lembranças e pedaços de nossas vidas (para o projeto Histórias que Ficam da Fundação CSN).