Cultura

Ceguinhas de Campina Grande são homenageadas em evento nesta sexta

Apresentação acontece no Museu dos Três Pandeiros, da UFPB.



Divulgação
Divulgação
Irmãs foram tema do filme de 2004 'A pessoa é para o que nasce', do diretor Roberto Berliner

Nesta sexta-feira (26), as Ceguinhas de Campina Grande - Maroca, Poroca e Indaiá - serão homenageadas pelo Museu de Arte Popular da Paraíba (MAPP), conhecido como Museu dos Três Pandeiros, da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). O evento será realizado como parte do projeto cultural “Sextas Musicais”.

Na ocasião, o público terá oportunidade de ouvir as músicas do romanceiro popular que fazem parte do repertório das Ceguinhas, além de conhecerem mais de suas histórias de vida. A proposta do projeto Sextas Musicais é de reverenciar nomes importantes da música popular. Estarão se apresentando na homenagem Adília Uchoa, Gitana Pimentel, Arthur Pessoa, da banda Cabruêra, além de Rodrigo, da banda Dona Treta.

As irmãs, que durante muitos anos pediam esmola na esquina da antiga Livraria Pedrosa, no Centro de Campina Grande, foram tema do documentário “A Pessoa é para o que nasce” (2004), do diretor Roberto Berliner. Após o lançamento do filme, foram produzidos dois CDs com as músicas interpretadas por elas, um dos quais foi composto de releituras feitas por grandes nomes da MPB como Hermeto Paschoal, Lirinha, Elba Ramalho, Otto, Tereza Cristina e Zé Renato, entre outros.

Criado e promovido pelo MAPP, o projeto cultural Sextas Musicais, que já homenageou Duduta e seu regional, Marinês e Zé do Pife, está em sua quarta edição.