Cultura

Cantor Jorge Mahal morre aos 53 anos em Campina Grande

Músico estava internado em estado grave no Hospital de Emergência de CG com insuficiência respiratória.



Morreu na noite desta sexta-feira (5), em Campina Grande, o cantor campinense Cícero Jorge Sarmento, conhecido como Jorge Mahal. O músico de 53 anos estava internado em estado grave no Hospital de Emergência do município desde a segunda quinzena de julho. Ele apresentava um quadro de insuficiência respiratória.

O corpo do músico está sendo velado em uma central de velórios na Avenida Floriano Peixoto, no bairro da Prata. O enterro de Mahal está previsto para acontecer às 16h, no cemitério do Monte Santo.

“Mahal estava debilitado. Em julho, ele foi sozinho para o Hospital de Trauma pois estava se sentido mal. Ao ser examinado, foi levado direto para a UTI com problemas de cirrose e insuficiência respiratória. Todo ano ele cantava na minha feijoada, mas este ano ele faltou. Vai fazer muito falta ”, disse emocionado o amigo Rogério Soró, durante o velório.

O secretário de Cultura de Campina Grande, o cantor Capilé, disse que os artistas e a população estavam tristes com a morte de Jorge Mahal. “Ele era um cantor irreverente, tinha carisma junto ao povo. Já deu muita canja em meus shows, principalmente nos barzinhos. A noite campinense perdeu sua irreverência maior”, ressaltou Capilé.

Conhecido como o 'Rei da Lomba', Jorge Mahal começou sua carreira há cerca de 30 anos. A figura do músico sempre se destacou pelas roupas brancas reluzentes adornadas com colares e patuás, máscaras coloridas, óculos escuros e chapéus. No repertório, além de canções próprias, Mahal também interpretava canções de músicos como Luiz Gonzaga e Alceu Valença.