Cultura

Orquestra Sinfônica da UFPB faz concerto nesta sexta

Concerto homenageia o compositor paulista José Eduardo Gramani. Entrada é franca. 



A Orquestra Sinfônica da Universidade Federal da Paraíba (OSUFPB) realiza seu oitavo concerto homenageando o compositor paulista José Eduardo Gramani nesta sexta-feira (15), às 20h. O evento, intitulado “Gramaniando: uma prosa entre cordas e vozes”, acontece na Sala de Concertos Radegundis Feitosa, no Campus I da universidade. A entrada é franca.

Este concerto é uma produção conjunta da OSUFPB com o Projeto Vozes, ambos pertencentes ao Departamento de Música da UFPB. A OSUFPB põe seus músicos de cordas à disposição das composições ou arranjos do respeitado músico, falecido em 1998, que foi professor da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e que deixou um vasto legado para a música popular brasileira, além de ter se tornado uma referência no ensino da música. O Projeto Vozes traz professores e alunos que se integram no ensino de canto na UFPB.
 
Todas as peças tocadas neste concerto foram escolhidas por Daniella Gramani, filha do homenageado, que é professora de canto do Departamento de Música da UFPB. Ela fez adaptações para cordas de alguns dos arranjos do pai, além de fazer direção artística do concerto, que conta ainda com a participação de Caroline Pacheco, Maria Kamila Justino, Gabriela Ricci, Maria Juliana Linhares, Glauco Meireles, Erick Almeida, Jessica Cardoso, Elayne Cristini, Maria Alice Carvalho e Polyana Resende, todos ligados ao Projeto Vozes. Trata-se de um projeto de extensão da UFPB que visa estabelecer uma ponte entre os conteúdos trabalhados pelos alunos de canto popular e o palco. Em maior escala, busca construir uma ponte entre a universidade, a plateia e a comunidade.
 
O concerto é precedido por uma pequena palestra de abertura, que desta vez será proferida pela professora Daniella Gramani, comentando as obras apresentadas. A palestra ocorre quinze minutos antes da atuação da Orquestra e por esse motivo a coordenação da OSUFPB recomenda que o público comece a chegar pelo menos meia hora antes do início do concerto.