Cultura

Paulo Bandolim traz choro e ritmos pernambucanos ao Sabadinho Bom

Evento acontece neste sábado, a partir das 12h30, na Praça Rio Branco.



Divulgação
Divulgação
Músico, que tem 18 anos de carreira, mostra a versatilidade do instrumento que lhe dá o sobrenome artístico

Depois de passar pelo Quarteto Bandolinado e pela Orquestra de Conjunto de Prática do Choro, o pernambucano Paulo Bandolim se lança em carreira solo e chega a João Pessoa com um projeto instrumental que mistura o choro a ritmos de sua terra.

O músico, que tem 18 anos de carreira, mostra a versatilidade do instrumento que lhe dá o sobrenome artístico em sua estréia no projeto Sabadinho Bom, neste sábado (9), a partir das 12h30 na Praça Rio Branco, localizada no Centro da Capital.

Acompanhado por um grupo que inclui Violão 7 Cordas (Alexsandro “Guinga”), cavaquinho (Fernando), clarinete (Trajano) e percussão (Ricardinho Sarmento), Paulo, com seu bandolim, promete inovar ao recriar clássicos da MPB misturando os acordes do choro aos do maracatu, frevo e baião, entre outros ritmos nordestinos.

Assim, entram no repertório versões para ‘Aquele abraço’ e ‘Andar com fé’ (ambas de Gilberto Gil), ‘Lamento sertanejo’ (Dominguinhos), assim como releituras para os clássicos obrigatórios do Sabadinho Bom, como ‘Doce de coco’, ‘Assanhado’, ‘Pedacinho do céu’ e ‘Brasileirinho’.