Cultura

Polêmica sobre cachê de CG derruba show de Safadão em Caruaru

Decisão foi motivada pela discrepância de valores pagos pela prefeitura de Caruaru e a de Campina Grande.



Divulgação
Divulgação
Show do canto em Caruaru foi suspenso após polêmica em relação ao cachê pago por Campina Grande.

O show do cantor Wesley Safadão no São João de Caruaru, em Pernambuco, foi suspenso nesta quarta-feira (25) após a divulgação do cachê cobrado pelo artista para as apresentações na cidade pernambucana e em Campina Grande. Safadão, que se apresentaria no dia 25 de junho em Caruaru e 1º de julho em Campina, receberia R$ 575 mil para tocar em Pernambuco e 'apenas' R$ 295 mil para se apresentar na Paraíba.

A decisão foi tomada pelo juiz José Fernando Santos de Souza, da 2ª vara da comarca de Caruaru. A decisão é resposta a uma ação popular impetrada nesta segunda-feira (20), que questionava a diferença de valores - enquanto em Caruaru todo o cachê de Safadão seria pago com dinheiro público, em Campina Grande R$ 100 mil seriam pagos por um patrocinador privado.

"Suspendo o ato lesivo, qual seja, a apresentação do cantor Wesley Safadão programada para o próximo dia 25.06.2016, determinando-se ainda que os requeridos não efetuem qualquer pagamento com relação à aludida atração. Para o caso de descumprimento fixo multa diária no valor de R$ 100 mil", diz a liminar assinada pelo juiz.

A Prefeitura de Caruaru informou, através de sua assessoria, que vai recorrer da decisão. "O entendimento do governo municipal é de que não há irregularidade ou discrepância na contratação efetuada com o artista", informa a nota, acrescentando quer a ausência do cantor provocaria "um dano irreparável à economia de Caruaru e região".