Cultura

Cantor Pinto do Acordeon é patrimônio cultural imaterial da cidade de Patos

Projeto aprovado pela Câmara Municipal destaca a arte e composições do forrozeiro que já participou de 20 edições do São João patoense.  



Rizemberg Felipe
Rizemberg Felipe
Pinto do Acordeon é homenageado pelo conjunto de sua obra e a divulgação do São João de Patos

A Câmara Municipal aprovou por uanimidade o projeto de lei 040/2015, que reconhece o cantor e compositor Pinto do Acordeon como patrimônio histórico cultural imaterial da cidade de Patos, no Sertão da Paraíba. A propositura é de autoria da vereadora Cláudia Leitão Martins (PR).

Para a vereadora, essa é uma homenagem mais do que justa pela história de Pinto do Acordeon, sua arte e composições já reconhecidos em homenagem prestada pelo município no ano de 2015, quando foram comemorados os 20 anos de sua participação na abertura do São João de Patos.

“Estou muito feliz em poder prestar esta homenagem em vida a este grande artista paraibano, reconhecido não só em nosso Estado, mas até internacionalmente. Agradeço a todos os pares pela aprovação e por também prestarem esta homenagem a este grande artista”, ressaltou Cláudia.

Outro PL aprovado pelo Legistativo também de autoria da vereadora, foi de número 039/2015, que institui o Programa Municipal de Patrimônio Material e Imaterial de Patos. O Programa, segundo Cláudia, tem o intuito de catalogar, instituir e valorizar o patrimônio histórico e cultural da cidade, inclusive com a abertura para elaboração de Projetos de Lei que possam reconhecer algumas obras como patrimônio histórico e cultural, para que assim possam ser protegidas.