Cultura

Fernanda Abreu lança novo CD, o primeiro trabalho em dez anos

"Amor Geral" já está disponível nas lojas de discos e em todas as plataformas digitais. Cantora foi entusiasta de primeira ordem do funk carioca. 



Divulgação
Divulgação
Projeto visual de "Amor Geral", o novo CD de Fernanda Abreu, é do artista Giovanni Bianco

O novo CD de Fernanda Abreu chegou às lojas nesta sexta-feira (20). “Amor Geral” é o primeiro álbum da cantora em dez anos. Ela foi responsável pela direção musical e produção executiva do CD. Fernanda também assina a composição de nove das dez faixas inéditas de “Amor Geral”. O primeiro single, “Outro Sim”, já está disponível em todas as plataformas digitais.

“Amor Geral” é um álbum fortemente autobiográfico onde o tema é o amor. Centrado não em mim, mas no outro. O outro como ponto de partida e o amor como ponto de chegada. Afinal são as pessoas que nos fazem sentir vivos e amados (ou desamados). É um disco sobre a vida onde o amor, que parece um tema banal, se afirma como a força fundamental que não deixa esmorecer a nossa fome de viver, afirmou a cantora sobre o novo álbum.

O disco levou dois anos e meio para ser finalizado. Fernanda contou com parceiros antigos, como o produtor Liminha, o DJ Memê, Laufer e o compositor Fausto Fawcett. Também há novos parceiros, como os compositores Qinho, Donatinho e Tuto Ferraz, e os produtores Wladimir Gasper e Sergio Santos. O projeto visual de “Amor Geral” foi elaborado pelo artista Giovanni Bianco.

Com “Amor geral”, Fernanda retoma uma linha evolutiva que atravessou discos fundamentais dos anos 90, nos quais ela se firmou como pioneira no uso de samplers como instrumento, entusiasta de primeira ordem do funk carioca, sambista de verso e dança e porta-bandeira da disco music, define o jornalista e crítico Carlos Albuquerque.