Cultura

Exposição em JP traz a história e as belezas do continente africano

Áfricas é o nome da mostra que será aberta neste sábado na Estação Cabo Branco. Grupos de percussão e dança se apresentam na abertura. 



“Áfricas” é o nome da exposição que será aberta neste sábado (7) na Estação Cabo Branco, em João Pessoa. A mostra tem como temas a história, os mistérios e as belezas naturais do continente africano. A abertura ao público, no segundo pavimento da torre mirante, será às 16h.

No primeiro dia, o público terá, além da exposição, a apresentação de grupos de percussão e danças. O primeiro será Olodumatão, do Quilombo Matão, seguido do Tocando a Vida, da Casa dos Sonhos de Santa, do Swing do P e do grupo do Lar Fabiano, os dois últimos do bairro do Cristo.

A exposição, aberta ao público até o dia sete de agosto, é resultado de pesquisas e viagens à África do artista Alberto Banal. Desde 2004, ele tem estreita ligação com a cultura quilombola. A partir de estudos sobre o tema, Alberto Banal viajou à África, onde percorreu seis países: Argélia, Marrocos, Etiópia, Zâmbia, Gana e Senegal.

A exposição “Áfricas” tem três seções temáticas. A parte biográfica é dedicada à linha do tempo do continente, como migração da humanidade para o local, descobrimento, explorações, escravidão, guerras e conflitos. A parte fotográfica traz 305 fotografias de 14 países, resultados da pesquisa do artista.

A terceira parte da exposição é literária, com elementos bibliográficos. Nesta parte, há a reunião de 180 livros de 53 autores africanos. Cinco banners tratam de grupos étnicos linguísticos, línguas oficiais, taxa de alfabetização, escritores lusófonos, escritores francófonos e anglófonos.

O artista Alberto Banal explicou que o interesse pelo continente nasceu em 2004. “Foi neste ano que tive meu primeiro contato com um quilombo, numa visita rápida à comunidade quilombola de Pedra d’Água. Foi amor à primeira vista. Daí nasceu o meu interesse em conhecer o mais possível sobre o lugar das raízes, a África”.