Cultura

Estação Ciência recebe esculturas de Eulâmpio Neto

Exposição reúne 12 peças que exploram o horror da humanidade e a crença no sobrenatural. Entrada é franca.



Divulgação/Secom-JP
Divulgação/Secom-JP
No total, 12 peças compõem a exposição, que fica na Estação Ciência até 31 de maio.

A nova exposição do artista plástico Eulâmpio José da Silva Neto, 'Daimons, a música e o ethos humanos', está aberta no primeiro pavimento da Torre Mirante da Estação Ciência, em João Pessoa. A entrada é aberta ao público e o horário de visitação da exposição é de terça a sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h, até 31 de maio.

No local, o visitante vai encontrar 12 esculturas em cerâmica que mostram o horror do homem no seu cotidiano ou ao longo de sua existência e a crença no sobrenatural. As obras estão envolvidas em uma ambientação negra, com luzes que se apagam e acendem a cada passo do visitante. Segundo a curadoria, uma música clássica no ar que faz com que o ambiente fique mais perturbador.

Para cada escultura foi escolhida uma música. Na lista estão músicas de Carmira Burana (Carl Off), Vivald (Der Winter), Bach (Tocca d-Moll), Verdi (Réquiem), Beethoven (9ª Symphonie), Villa Lobos (Baquiana n. 5), Pink Floyd, André Lira e Hornknzert.

A curadoria da exposição é da artista Lú Maia e Roberta Aymar, em parceria com a curadora da Estação Cabo Branco, a artista plástica Lúcia França.